Mariana teve alta e vai regressar à escola

A menina vimaranense, que esteve internada no Porto, teve alta e regressará à escola na próxima segunda feira.

© Mais Guimarães

Mariana tem 10 anos e é residente em Pevidém. Esteve internada na pediatria do CMIN (Centro Materno Infantil do Norte), sediado no Porto, a recuperar dos sintomas do Covid-19. Foi um dos poucos casos em Portugal de síndrome semelhante à doença de Kawasaki, caracterizada por uma inflamação dos vasos sanguíneos.




Ana Marques, mãe de Mariana, deixou o alerta a outros pais para não facilitarem no que respeita aos cuidados a ter face à pandemia da Covid-19. “Os pais devem estar atentos aos sinais, à frustração das crianças, não só à temperatura. Às manchas que podem começar a aparecer, à falta de fazerem xixi ao longo do dia. Isto é uma doença galopante. Se naquele dia não fosse ao hospital, eu não tinha filha neste momento. Estamos a facilitar com a ideia de que esta doença não afeta as crianças, mas isso não é verdade. Somos responsáveis pelas nossas crianças e temos que estar alerta.”

Ao Mais Guimarães, a mãe contou que a febre chegou sem outros sintomas associados, mas ligou para a Saúde 24. No Hospital de Guimarães realizaram-lhe um primeiro teste para Covid-19 que deu negativo.

O diagnóstico apontava para uma amigdalite, embora a quantidade de plaquetas estivesse abaixo do normal, mas algo “típico de quem tem uma virose”, afirmou a mãe.




Depois de manifestações de cansaço e do aparecimento de vermelhões, a mãe voltou a contactar a Saúde 24. “Ao repetirem a análise verificaram que quase não tinha plaquetas e decidiram interná-la”. Realizaram um novo teste à Covid-19 e descobriram que estava infetada, e com uma variante rara e perigosa da doença, “que normalmente só é detetada em crianças com menos de 9 anos”, explicou Ana Marques.

A menina foi transferida, em estado grave, da pediatria do Hospital de Guimarães para o CMIN, no Porto, onde esteve 48 horas nos cuidados intensivos.

Esteve no Porto até receber a alta hospital e poder voltar a Guimarães. Na próxima semana, Mariana vai voltar à escola, depois da luta contra a Covid-19, o “inimigo invisível”.

Leia também:

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?