Maus Tratos na Infância: São precisos adultos “mais capazes, melhores, mais prevenidos e mais atentos”

Na manhã desta terça-feira, dia 4 de abril, foi colocado um laço azul na fachada da Câmara Municipal com o objetivo de sensibilizar a população para a prevenção e sinalização de situações de maus tratos às crianças.

laço-azul-cpcj-Barra-+G-10-anos

Na manhã desta terça-feira, dia 4 de abril, foi colocado um laço azul na fachada da Câmara Municipal com o objetivo de sensibilizar a população para a prevenção e sinalização de situações de maus tratos às crianças.

© Mais Guimarães

“Serei o que me deres… que seja AMOR” deu, uma vez mais, o mote para a iniciativa na qual estiveram presentes alunos da escola da Oliveira, jovens do lar de Santa Estefânia, do patronato da Oliveira, e do centro de formação da Cercigui.

Paula Oliveira, vereadora da ação social, lembrou que este é apenas o “arranque simbólico” de um conjunto de atividades que vai marcar o mês de abril. “Em várias escolas e instituições, vão ver vários laços, porque todos aderiram a esta causa da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) para consciencializar para esta barbaridade que é as crianças sofrerem maus tratos físicos e psicológicos”.

Também o presidente da Cercigui, Bruno Faria, marcou presença, com “orgulho”, no momento em que o laço, feito por jovens do centro de formação da instituição, foi colocado na Câmara Municipal. “Cabe a todos uma responsabilidade social e estarmos presentes para combater este flagelo”, afirmou frisando que as crianças são “o futuro e o amanhã”.

As crianças e jovens vimaranenses presentes disseram ser felizes quando Henriqueta, secretária da CPCJ, as questionou. E esta campanha tem mesmo essa finalidade: “queremos crianças felizes. Queremos alertar a população para que não haja maus tratos nas crianças”, destacou.

Já Domingos Bragança alertou para o facto de esta ser “uma responsabilidade de todos”. “Tudo faremos para que as nossas crianças sejam felizes”, garantiu dizendo ainda que está ciente de que “tem que haver envolvência de toda a comunidade, tem que haver instituições fortes, bem capacitadas, com profissionais competentes e com forte sentido social e de generosidade. E as instituições têm que envolver a comunidade dentro da própria instituição”. A melhor forma de celebrarmos este mês de abril, acredita, é os adultos serem “mais capazes, melhores, mais prevenidos e mais atentos”.

A Campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989 nos E.U.A. quando uma avó, Bonnie W. Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES