Moeda inovadora que apela à proteção do ambiente produzida em Azurém

A Imprensa Nacional – Casa da Moeda (INCM) vai lançar, a 21 de abril, a moeda “O Clima”, composta por prata e, ao centro, por plástico reciclado amarelo, verde ou azul. Trata-se das cores do ecoponto e de um apelo à proteção do ambiente. A conceção envolveu o INCM Lab e o Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros, interface da Universidade do Minho.

“A investigação exigiu encravar um polímero num disco de prata”, explicou a Universidade do Minho que adiantou ainda que os processos de composição e injeção dos discos de plásticos mistos nas moedas decorreram no PIEP, no campus de Azurém, em Guimarães.

O trabalho contou com o apoio de alunos de escolas do município da Guarda, que recolheram resíduos de plástico para posteriormente serem usados na cunhagem de 6.000 moedas de prata. Estas unidades vão ficar agora à venda nas lojas da Casa da Moeda, num estojo com certificado de garantia numerado.

O desenho da moeda é de Tiago Ferreira, de 12 anos, que assim venceu o 3.º concurso “Desenhar a Moeda”, entre 582 propostas de alunos da Guarda. “A imagem representa o planeta Terra, com as suas estradas, casas e árvores assoladas por tempestades e chuvas ácidas, uma realidade infelizmente mais próxima do que gostaríamos”, anunciam.

Esta moeda especial alerta para as alterações climáticas e mostra que está nas nossas mãos a defesa ambiental, como a redução, reciclagem e reutilização de resíduos.

©2023 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?