MONTE DO CAVALINHO E ESCOLA DE SANTA LUZIA NA MIRA PARA O ALOJAMENTO ESTUDANTIL

A autarquia vimaranense quer tornar Guimarães num concelho universitário e por isso está a tentar combater a escassez de alojamento estudantil. Terrenos do Monte do Cavalinho e da Escola de Santa Luzia foram apontados pelo município como locais para a construção de residências.

 

 

Já estava previsto que o espaço da antiga Escola de Santa Luzia seria para residências universitárias. Esta terça-feira, na assinatura do protocolo entre os Serviços de Ação Social da Universidade do Minho e o Centro Juvenil de S. José, que vai dar alojamento a 22 estudantes, Adelina Paula Pinto, vice-presidente da Câmara Municipal, anunciou que a autarquia prevê que uma área do Monte do Cavalinho esteja também destinada a alojamento estudantil. Apesar do processo dos terrenos ainda não estar concluído, o executivo tem em vista construir no local uma residência, que fica próximo do campus de Couros. Já a Escola de Santa Luzia, na rua Francisco Agra, está mais aproximada do campus de Azurém.

Havendo ainda cerca de uma centena de estudantes deslocados sem residência universitária na UMinho de Guimarães, a Câmara pretende dar resposta a esta necessidade urgente. “Queremos assumirmos-nos como um concelho que tem uma universidade, e sabemos que esse assumir de uma cidade universitária tem de se feito pela própria Universidade, que tem feito um trabalho em conjunto com o município, mas tem de ser feito pela própria cidade, nas nossas políticas, tendo em conta que queremos cada vez mais estudantes universitários. Temos a obrigação de fazer com que estes jovens que escolheram Guimarães para estudar tenham as melhores condições”, apontou a vereadora da Educação na sua intervenção.

Adelina Paula Pinto classificou os dados da escassez de residências como “muito graves”, que “exigem um trabalho consertado”. “Com este projeto ‘Guimarães Anfitriã’, tentamos convencer os privados que esta pode ser uma oferta que pode ser dada. E temos que assumir, da parte do município, uma responsabilidade. O senhor presidente tem feito isso a vários níveis, temos já a Escola de Santa Luzia, que está na posse do município e que será uma futura residência universitária, as candidaturas estão a ser feitas. Agora há aqui a aquisição do Monte do Cavalinho, que o senhor presidente tem vindo a fazer menção disso, e do qual disponibilizará um dos espaços também para uma residência universitária”, anunciou a vice-presidente da Câmara.

O alojamento no Centro Juvenil de S. José foi o primeiro passo para a resolução deste problema, na cidade-berço. Um problema que está a ser sentido pelos estudantes espalhados por todo o país.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?