MUNICÍPIO APRESENTOU “SUPER INCUBADORA”

Set.Up Guimarães foi apresentada ao público na Plataforma das Artes e da Criatividade. Guimarães vai pedir ao Governo um apoio de 200 milhões de euros para o Guimarães Marca.

LabPac (área criativa), TecPark (área tecnológica) e PevFactory (área industrial) são as três incubadoras que formam a Set.Up Guimarães, uma “super incubadora” que foi apresentada esta quarta-feira ao público.

O vereador responsável pelo Departamento de Desenvolvimento Económico, Ricardo Costa, pretende com a Set.Up “promover o empreendedorismo aos três níveis”, num ambiente “favorável” e com condições “competitivas”.

Para a além da LabPac, localizada na Plataforma das Artes, e da TecPark, localizada no Avepark, Ricardo Costa destacou a nova “Academia de Inovação para a Indústria”, que vai nascer da PevFactory, em Selho de S. Jorge, Pevidém, com 5.000 metros quadrados.

“Queremos, nesta incubadora de base industrial, construir um projeto de inovação para capacitação do setor em Guimarães”, explicou o vereador.

A Set.Up Guimarães disponibiliza espaços de trabalho a preços altamente competitivos, apostando fortemente nas instalações, no conhecimento e na comunicação, possibilitando ainda a troca de experiências entre empreendedores e uma maior facilidade no desenvolvimento da rede de contactos.

O presidente da Câmara, Domingos Bragança, frisou que o objetivo é ter, “daqui a quatro ou cinco anos, um território mais robusto do ponto de vista tecnológico e com visão de futuro”.

200 milhões para o Guimarães Marca

Ricardo Costa adiantou ainda que o Município solicitou ao Governo um apoio de 200 milhões de euros para subsidiar o Guimarães Marca.

“Temos de dizer ao Governo que Guimarães tem um saldo de balança positivo no ano passado de cerca de 700 milhões de euros, ou seja, não contribui para o défice comercial que o país tem de cerca de 11 mil milhões de euros por ano”, referiu o vereador, reforçando a ideia que o concelho tem empresas “completamente estabilizadas”.

“As empresas sediadas em Guimarães tiveram um impacto positivo no país e queremos continuar a gerar mais. Não estamos a pedir mais do que a riqueza que elas são capazes de criar no concelho e país. Para além de que empregam cerca de cinco mil pessoas”, concluiu.

Durante a tarde, está previsto ainda as intervenções de Sérgio Almeida (Powercoaching) e Ricardo Luz (Porto Canal).

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?