Município promoveu a realização de 1.290 testes de antigénio

Os testes de deteção de antigénio do SARS-CoV-2 são testes de proximidade que permitem detetar as proteínas do coronavírus e estão a ser realizados no concelho de Guimarães. Até 31 de janeiro tinham sido concretizados 1.290 testes, sendo que a maioria, 654, foram feitos nas escolas do concelho e 547 aos membros das mesas de voto nas eleições presidenciais, realizadas no dia 24 de janeiro.

Neste início de ano foram realizados 19 testes no Centro Social da Irmandade de S.Torcato, 32 na Casa do Povo de Creixomil e 34 a elementos do Infantário do Centro Social Paroquial de S. Dâmaso. Às equipas multidisciplinares, criadas pelo município, foram realizados 34 testes de antigénio.

Estes são testes com uma menor sensibilidade do que a metodologia de referência que está a ser utilizada regularmente (Teste RT-PCR) mas permitem identificar rapidamente os indivíduos infetados quando a colheita é realizada nos cinco primeiros dias da doença.

A rapidez da sua realização e os resultados num curto prazo de tempo, e o facto de não necessitarem de equipamento laboratorial para serem processados, permite-lhes serem utilizados em larga escala. No entanto, são menos fiáveis que os testes regulares, podendo ser necessária a realização de um teste PCR após a realização de um teste rápido.

Em 2020, a Câmara Municipal, considerando “urgente e inadiável” proceder à contratação de serviços de testagem rápida, a realizar em articulação com a Autoridade de Saúde Pública e o ACES do Alto Ave, procedeu à aquisição de serviços para a realização de até 10.000 testes de antigénio, “cujos cidadãos ou grupos de cidadãos a testar serão indicados pelo Município de Guimarães, mediante deliberação municipal ou aconselhamento expresso da Autoridade de Saúde.”

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?