Músicas do mundo voltam ao CIAJG

No segundo ano do ciclo Terra, a programação reúne artistas de Cabo-Verde, Galiza e Níger, entre setembro e novembro.

As músicas do mundo voltam a ouvir-se no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), em Guimarães. Depois de um adiamento motivado pela crise sanitária, o ciclo Terra, promovido pela Capivara Azul – Associação Cultural, arranca em setembro e vai prolongar-se até novembro.

Terra volta a girar a 18 de setembro com Julinho da Concertina, que nos apresenta Funaná, a mais vibrante das músicas tradicionais do arquipélago cabo-verdiano.

A 02 de outubro chega Baiuca, um projeto do músico e produtor Alejandro Guillán, que se constrói no cruzamento entre o cancioneiro tradicional da Galiza, onde este nasceu, e a música eletrónica.  Xosé Luís Romero, Andrea e Alejandra Montero juntam-se a este concerto.

Entre África e a Europa constrói-se o som de Kel Assouf, expressão que significa nostalgia e filho da eternidade em Tamashek, a língua dos nómadas do Saara. A banda, que toca no CIAJG a 28 de Novembro, foi criada por Anana Harouna em 2006, quando se estabeleceu na Bélgica, depois de um longo exílio na Líbia, depois de ter deixado o Níger, onde nasceu, durante a rebelião tuaregue do início dos anos 1990. 

O preço dos bilhetes para cada um dos concertos varia entre os 5 euros e 10 euros. O passe para os três concertos custa 25 euros. O preço inclui uma máscara, com um design exclusivo, uma vez que os espectadores são obrigados a usar máscara ao longo de todo o concerto.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?