“O Percurso de Vida da Pessoa com Deficiência” em conferência

Um congresso organizado pela Cercigui que aborda o ciclo de vida da pessoa com deficiência e como as respostas sociais respondem às suas várias etapas.

Esta sexta-feira, 11 de dezembro, decorre a primeira conferência, intitulada Integrar e Incluir – O Percurso de Vida da Pessoa com Deficiência. Inicialmente, estavam pensados dois dias, com várias atividades. A organização espera que “para o próximo ano as coisas estejam mais normalizadas, para conseguir realizar uma segunda conferência”.

Rui Leite, presidente da Cercigui, disse ao Mais Guimarães, “o nome indica tudo, Integrar e Incluir – O Percurso de Vida da Pessoa com Deficiência”. Desta forma, o primeiro painel é direcionado para a escola, “o início da vida da pessoa com deficiência, com psicólogos formadores na área da educação especial, direcionado para o Centro de Recursos para a Inclusão, falar do percurso escolar da pessoa com deficiência”.

No segundo painel será abordado o tema “do pós escola, da integração da pessoa com deficiência no mercado de trabalho, as perspetivas de futuro, que tipo de mercado de trabalho e onde é que podem ser incorporados e incluídos”, explicou Rui Leite.

Acompanhando o ciclo de vida, no terceiro painel, o tema será “o impacto da pessoa com deficiência na família, na comunidade, da evolução da própria deficiência e das dificuldades que a pessoa tem já numa fase mais adulta”. 

“Queremos pôr isto em praça pública, de forma a começarmos a debater a importância da pessoa com deficiência, que muitas vezes é ignorada.”

Rui Leite

O presidente explicou a abordagem e objetivo da conferência. “Falar da deficiência e tudo o que diz respeito à deficiência, como pessoas que trabalham diretamente com a deficiência e que podem dar os seus contributos muito positivos”. Para Rui Leite este é “um assunto importante, poucas vezes debatido”.

“Queremos pôr isto em praça pública, de forma a começarmos a debater a importância da pessoa com deficiência, que muitas vezes é ignorada. Cada vez mais, felizmente, vai começando a ser falada. Queremos que seja falada com as capacidades, força, dinâmica e dedicação que eles têm em todas as fases etárias da sua vida”, explicou ao Mais Guimarães.

Esta conferência começou a ser preparada no final de 2019. “Teve que ser mudada várias vezes, de forma a conseguirmos executá-la na mesma, porque estava no nosso plano de atividades, e era algo que nós achávamos interessante falarmos também.”

Este é um programa “direcionado para todas as pessoas que tenham deficiência. É um programa a nível nacional, que pouco ou nada se tem feito a nível de conferências sobre a deficiência”.

A conferência está inserida e termina o programa da Câmara Municipal de Guimarães relativo às comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, 3 de dezembro. O presidente da Cercigui aproveita para “agradecer a toda a comunidade, neste caso, não só de Guimarães, de norte a sul do país, que viu interesse nesta conferência e que se inscreveu”. As inscrições têm chegado de norte a sul do país, o que, segundo Rui Leite, “vai ajudar a ter um debate muito amplo”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?