OFICINA ASSUME CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES DE ARTES PERFORMATIVAS

Este ano letivo é a Oficina a fazer a contratação de professores de Artes Performativas para as Atividades Extra Curriculares nas escolas do concelho. A medida foi questionada pela coligação, na reunião de Câmara desta manhã, mas Adelina Pinto considera que assim são dadas mais “condições aos professores”.

Ao contrário dos anos anteriores, em que era responsabilidade do município o processo de contratação dos professores de artes performativas para as AEC’s, para este ano letivo será a Oficina. Ricardo Araújo, vereador da coligação, questionou a opção, dando conta da preocupação de alguns docentes pelo facto de, assim, deixarem de ter acesso à ADSE.

O facto de estes serem horários pequenos e que ocupam cerca de duas horas por dia aos professores levava, segundo Adelina Pinto, a que durante o ano letivo houvesse falta de docentes nesta área, porque iam saindo para opções com horários completos. “As AEC’s apanham apenas o final do dia, é um trabalho precário”, assumiu. De acordo com a vereadora da Educação, estando o processo de recrutamento na Câmara Municipal, era obrigatório abrir concurso público para preencher essas falhas, o que se alongava para mais de um mês.

Apesar de reconhecer que a questão da ADSE é um aspeto negativo, Adelina Pinto considera que a solução adoptada para este ano letivo será a melhor. “Vamos robustecer as artes performativas e dar mais condições aos professores. Os critérios de seleção são os mesmos, havendo ainda agora a entrevista”, referiu. Uma vez que a Oficina já contratava docentes nesta área para alguns ciclos de ensino, consegue-se assim, segundo a vereadora, aglomerar docentes e oferecer horários mais alargados.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?