OMS afirma que o mundo “está à beira de fracasso moral catastrófico”

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou esta segunda-feira, 18 de janeiro, que o mundo “está à beira de um fracasso moral catastrófico” se os países ricos não partilharem vacinas contra a covid-19 com os mais pobres.

O diretor-geral revelou que apenas 25 doses de vacina contra a covid-19 foram administradas num país pobre. Em contrapartida, mais de 39 milhões de doses foram dadas em pelo menos 49 países ricos.

“A promessa dos países ricos do acesso equitativo às vacinas está em sério risco”, com “alguns países e farmacêuticas a priorizarem acordos bilaterais, elevando os preços e tentando saltar para a fila da frente”. “Isto está errado”, acrescentou o diretor-geral, “em última análise, este tipo de ações vão prolongar a pandemia”.

A Organização Mundial da Saúde, promotora da rede Covax, espera iniciar em fevereiro a entrega de vacinas contra a covid-19 aos países mais pobres. Foram reservados dois milhões de doses de cinco farmacêuticas, com a opção de mais mil milhões de doses.

O dirigente da organização pediu aos países com contratos bilaterais e que tenham controlo de fornecimento que “sejam transparentes nos contratos com a Covax, incluindo volumes, preços e datas de entrega”, e que “partilhem as suas doses com a Covax, especialmente depois de terem vacinado os seus profissionais de saúde e os idosos, para que outros países possam fazer o mesmo”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?