ORGANIZAÇÃO DA LIGA DAS NAÇÕES ELOGIADA NA REUNIÃO DE CÂMARA

André Coelho Lima aproveitou a reunião camarária descentralizada desta quinta-feira, que decorreu em Fermentões, para felicitar e elogiar a organização das Fases Finais da Liga das Nações, que decorreu entre Guimarães e Porto na semana passada, entre 05 e 09 de junho, em que a seleção portuguesa se sagrou campeã desta primeira edição. Depois dos elogios, Domingos Bragança aproveitou ainda para agradecer aos vimaranenses, que colaboraram para uma grande festa do futebol.

O vereador do PSD abordou o assunto ainda no período antes da ordem do dia e referiu depois, aos jornalistas, a importância em manifestar o “orgulho” por Guimarães ter sido uma das cidades escolhidas. “Para nós é muito importante, pois somos uma cidade que não é capital de distrito, e importa termos estas afirmações internacionais como aqui tivemos. Se não tivéssemos a pujança de um clube como o Vitória, capaz de ter um estádio com espaço para 30 mil espectadores, não podíamos ter a Liga das Nações em Guimarães. Depois de dizer que correu bem, que foi uma boa iniciativa, temos que dar o mérito a quem é devido. Até numa altura em que estamos a falar de uma direção demissionária, é preciso sabermos ser gratos quando as coisas nos acontecem de bom e sabermos registar a quem elas se devem. Aqui, o presidente Júlio Mendes, merece esta palavra de reconhecimento e naturalmente uma palavra para a Câmara, que soube dar o apoio necessário para esta iniciativa que orgulha Guimarães”, disse o social democrata, salientando ainda o esforço do seu irmão, Pedro Coelho Lima, vice-presidente do Vitória.

Por seu turno, Domingos Bragança referiu que toda a organização está de parabéns, mas que os verdadeiros protagonistas foram os vimaranenses e que o seu “maior obrigado” é para eles. “Estamos todos de parabéns. Todos os vimaranenses estão de parabéns. A Liga das Nações é muito importante, um evento de reputação mundial e que afirma Guimarães. Tive várias felicitações, como do presidente da Federação, do responsável da UEFA, do Presidente da República e do Primeiro-Ministro sobre a organização e toda a envolvente. Estamos preparados para outros eventos e deve-se muito aos vimaranenses, que estão sempre disponíveis para acolher as pessoas, para entender que há o reverso da medalha – porque ao receber muita gente há sempre certos incómodos – e o meu obrigado é essencialmente aos vimaranenses”, sublinhou.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?