Paço dos Duques abriu ao público há 62 anos

No dia 26 de agosto de 1959, o museu do Paço dos Duques de Bragança abria ao público, tendo recebido cerca de 200 visitantes nesse dia.

© Joana Meneses/Mais Guimarães

Entre os mais visitados no norte

O Paço dos Duques de Bragança continua a ser dos espaços que mais visitantes atraem entre os que estão sob a alçada da Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), mesmo durante o período de limitações impostas para conter a pandemia.

Em 2020, e devido à pandemia da covid-19, o Paço dos Duques atingiu quebras de 71%, mas os números “muito positivos” do passado mês de julho “trazem consigo uma boa perspetiva para o futuro”.

Nos primeiros seis meses de 2021, o Paço dos Duques registou um total de 24.612 entradas, das quais 71,7% nacionais. No último mês de julho os números revelaram-se “muito positivos”, tendo o Paço do Duques registado 22.159 visitantes.

Um museu mais digital

Após um ano difícil para os museus, o antigo modelo de informação usado no percurso da exposição permanente do Paço dos Duques, as chamadas folhas de sala, tiveram que ser retiradas, ficando os espaços desprovidos de informação.

De modo a facultar o acesso fácil à história do monumento, bem como a informações sobre as salas do percurso expositivo e as peças expostas, o Paço dos Duques desenvolveu uma aplicação móvel, acessível através de um QRCode, que o visitante pode consultar no seu próprio telemóvel.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?