PAN Guimarães defende refeição vegetariana uma vez por semana nas escolas

O porta-voz da concelhia política do PAN Guimarães recordou que o “município quer educar as nossas crianças e jovens para uma alimentação saudável”, mas defende que este é um “slogan com pouca substância”.

© Cláudia Crespo / Mais Guimarães

Em comunicado, o partido afirma não ser conhecida “nenhuma medida excecional do município de Guimarães para além do que muitos municípios portugueses fazem”. O PAN acredita que são cumpridos os programas superiormente definidos e que se “aposta muito na sensibilização dos alunos”, mas os resultados “são débeis e muito dependentes da receptividade das escolas e do dinamismo dos professores, faltando ações e decisões concretas que suportem essa sensibilização”.

Para Rui Rocha, “há uma necessidade urgente de mudarmos para padrões alimentares saudáveis, nutritivos e sustentáveis, do ponto de vista social, económico e ambiental. Entendemos, pois, que as ementas semanais das cantinas das escolas do pré-escolar e do primeiro ciclo podem, perfeitamente, incluir pelo menos o dia sem peixe ou carne, à semelhança do que já se faz noutras cidades e países da UE”.

Entretanto, o PAN já questionou a autarquia se o caderno de encargos atual das cantinas escolares da responsabilidade da CM de Guimarães inclui preocupações de sustentabilidade e se a vereação pondera encetar medidas conducentes à introdução, a curto prazo, do menu vegetariano de qualidade, nutritivo e saudável, nas cantinas, nos mesmo moldes que é oferecido o menu de peixe e carne.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?