PAN Guimarães preocupado com a utilização de plásticos nas Hortas Comunitárias

Esta semana, a Comissão Concelhia do PAN questionou, por escrito, a Vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira, se a Câmara Municipal de Guimarães tem conhecimento da utilização indiscriminada de plásticos ditos ultraleves nas Hortas Comunitárias do Concelho. 

Horta Pedagógica da Veiga de Creixomil

O Porta-voz da concelhia, Nuno Teibão, afirmou que “tomando como o exemplo a Horta Pedagógica da Veiga de Creixomil, podemos facilmente constatar, que muitos utilizadores recorrem aos plásticos ditos leves e ultraleves, assim como a garrafas de plástico, para vedar as parcelas, construir pequenas estufas e até espantalhos. Consequentemente, são visíveis muitos plásticos nos campos e nas linhas de água próximas e/ou que atravessam as hortas, situação que se agrava quando há muito vento”, pode ler-se em nota enviada às redações.

Segundo o PAN Guimarães, “o Regulamento Geral da Rede de Hortas Comunitárias, devia proibir a utilização e o abandono de sacos de plásticos leves e ultraleves, assim como de garrafas de água, nestes espaços, pelo que sugeriu à vereadora do Ambiente que o Regulamento fosse revisto no sentido de acolher esta proposta”.

“Atualmente, há uma grande preocupação com a redução do impacto de certos produtos de plástico no ambiente. É nesta linha que tem saído legislação que vem estabelecer medidas para prevenir e reduzir o impacte de determinados produtos de plástico no ambiente, mais particularmente no meio aquático, e na saúde humana. Se Guimarães quer ser Capital Verde Europeia deve olhar para esta questão e fazer aquilo que está ao seu alcance, e neste caso em particular, rever o regulamento das Hortas Comunitárias seria um excelente sinal”, afirmou o Porta-voz da Concelhia.  

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?