Partido Socialista vence e reforça a votação em Guimarães e no distrito

Em Guimarães, o Partido Socialista venceu as legislativas de 2022 com 45.42% de votação, 44 mil votos, quando, em 2019, obteve 40.65% de votação e 36.468 votos.

© Joana Meneses / Mais Guimarães

No concelho, apenas três freguesias escaparam aos socialistas (em 2019 foram quatro): Costa, Creixomil e União de Freguesias de Oliveira do Castelo, S.Paio e S. Sebastião.

Quanto ao PSD, que ficou em segundo lugar, melhorou, mesmo assim, embora que ligeiramente, o resultado de 2019, tendo alcançado 30,79%, o equivalente a 29.829 votos, quando em 2019 se ficou pelos 28,98% e 25.999 votos.

O Chega foi a terceira força política no concelho de Guimarães, com 5,45%, 5.281 votos, quando, em 2019 foi a 12.ª, com apenas 0,48%, 428 votos, seguindo-se o Iniciativa Liberal com 4,89%, que foi 7.ª em 2019. Com 0,91%, o Bloco de Esquerda cai para a 5.ª posição com 4,01%, e a CDU agora foi 6.ª, com 3,61%, com 3.497 votos, menos cerca de 1.300 votos que em 2019, apesar de ter Torcato Ribeiro como cabeça de lista da coligação de esquerda pelo distrito.

O CDS-PP caiu para sétimo, com 1,34%, 1.302 votos, quando, em 2019 foi quinto e obteve mais do dobro dos votos, tendo conseguido 3,45% e 3.092 votos.

Houve mais pessoas a participarem nestas eleições, tendo votado 95.167 eleitores. Não votaram, neste ato, 46.115 pessoas, quando, em 2019 foram 53.775 aqueles que não se deslocaram às secções de voto.

A abstenção foi de 32.25% quando, em 2019, atingiu os 37,48%.

Bloco de Esquerda e CDS-PP perdem os deputados pelo distrito

A onda rosa alastrou-se também pelo distrito, tendo o Partido Socialista alcançado 42,02% dos votos contra os 34,78% do PSD. Apenas cinco dos 14 concelhos do distrito mantiveram as cores do Partido Social Democrata: Barcelos, Esposende, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde.

Quanto ao distrito, o Partido Socialista elegeu nove deputados, mais um do que nas últimas legislativas, o PSD manteve os oito e o Chega e o Iniciativa liberal um deputado cada. Filipe Melo e Rui Rocha serão, respetivamente, os representantes destas duas últimas forças políticas no parlamento.

Entre os deputados socialistas, destaque para a eleição dos vimaranenses Elisabete Matos e de Luís Soares. No parlamento, Guimarães fica também representado por André Coelho Lima, o vice-presidente do PSD que foi cabeça de lista pelo distrito e viu renovada a eleição.

O Bloco de Esquerda, o grande derrotado no distrito, perdeu a representação parlamentar por este círculo, quando tinha eleito dois deputados em 2019, José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, e o CDS-PP perdeu também o seu deputado. Em 2019 conseguiu eleger, recorde-se, Telmo Correia.

O vimaranense Torcato Ribeiro, que foi cabeça de lista pela CDU a estas eleições, não conseguiu o objetivo de recuperar o deputado pelo distrito no parlamento, perdido em 2019, tendo alcançado 2,63% dos votos, uma menor votação do que nas últimas eleições, nas quais conseguiu 3,96%.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?