PCP quer ligação ferroviária entre Guimarães e Braga

“Vontade política” é o que o PCP pede para que seja feita a ligação ferroviária, direta, entre Guimarães e Braga. Percorrer os 22 quilómetros entre as duas cidades minhotas demora uma hora e meia. O Partido Comunista quer o assunto resolvido com uma ligação direta.

Foto: Rui Dias

Diana Ferreira, deputada do PCP na Assembleia da República esteve, hoje, segunda-feira, dia 22, na estação de caminhos de ferro de Guimarães recordando que os comunistas defendem, há muitos anos, a ligação entre as duas cidades. Os comunistas lembram, inclusivamente, que já apresentaram uma proposta nesta legislatura.

“A proposta prevê, para além de ligação ferroviária, uma articulação com transporte rodoviário, incluindo as autarquias e as entidades regionais”, esclareceu Diana Ferreira. O PCP pretende com esta ação “firmar este compromisso com as populações dos dois concelhos”.

Para o PCP está em causa, não só o tempo de viagem, mas também as questões ambientais. A deputada do PCP fala de uma “desvalorização” da alternativa ferroviária ao longo dos anos e sublinhou a importância do peso populacional dos dois concelhos.

Para Diana Ferreira, as soluções que têm vindo a ser aventadas, metrobus e tramway, são “pensos rápidos”. A deputada aponta outras soluções semelhantes, em diferentes pontos do país, que serviram para resolver o problema no curto prazo. A ligação ferroviária, na opinião da deputada comunista, “é uma resposta muito mais duradoura. Impõe-se vontade política para fazer um investimento na ferrovia significativo, que garanta a mobilidade dos trabalhadores e das populações”.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?