Pessoas poderão autoagendar a toma da vacina

A vacinação em massa contra a Covid-19 prevê que as próprias pessoas a vacinar possam autoagendar a toma da vacina com a sua inscrição numa plataforma digital, adiantou a ‘task force’ que coordena o processo.

© João Bastos / Mais Guimarães

“Para além do processo de agendamento por mensagem SMS, chamadas telefónicas e cartas atualmente em uso, está previsto implementar-se um procedimento de autoagendamento, através de uma plataforma digital, onde as pessoas podem marcar diretamente a sua vacinação”, segundo uma fonte que revelou à TSF.

Segundo a ‘task force’, liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, os 150 Centros de Vacinação Covid-19, que deverão estar em funcionamento no segundo trimestre, estão a ser projetados para “um mais fácil acesso das pessoas”, com a sua localização a ser definida em articulação entre as administrações regionais de saúde, os agrupamentos de centros de saúde e as autarquias.

“As autarquias, em articulação com a ‘task force’ e as administrações regionais de saúde, são responsáveis pela montagem dos Centros de Vacinação Covid-19, sendo uma entidade fundamental no processo de vacinação”, salientou a mesma fonte.

Para concretizar o plano de vacinação em massa, a ‘task force’ prevê que sejam necessários 2500 enfermeiros, 400 médicos e 2300 auxiliares, num total de 5200 profissionais a distribuir pelos 150 centros espalhados pelo país.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?