PLANO E ORÇAMENTO 2019 PARA GUIMARÃES APROVADO

 

Foi esta manhã aprovado, na reunião do executivo, o Plano e Orçamento 2019 para Guimarães. O ponto passou com os votos favoráveis da maioria socialista e com os votos contra dos vereadores da oposição, PSD e CDS.

Baseado em três áreas distintas, o Plano e Orçamento 2019 conta com um orçamento de 105.5 milhões de euros, o que representa uma redução de cerca de três milhões em relação ao ano passado. A sustentabilidade ambiental, a coesão territorial e Guimarães como cidade exemplo na europa e no mundo são as três áreas em que o Plano se encontra dividido, com a oposição a afirmar que é importante que se passe à ação. “O fundamental disto é passar de um discurso para a prática, passar da aparência para a substância. Fazer com que a sustentabilidade ambiental não sejam apenas candidaturas a Capital Verde Europeia e seja melhoria da qualidade de vida, fazer com que a coesão territorial não sejam apenas um conjunto de chavões e que se concretize em medidas políticas concretas”, explicou André Coelho Lima.

Domingos Bragança garantiu que o executivo trabalha diariamente “para que tudo seja fazível”, destacando o esforço que tem sido feito no sentido de conseguir maior coesão social e destancando a importância dada à sustentabilidade ambiental. “O pilar para a sustentabilidade ambiental é a educação ambiental e isso está a dar frutos”, referiu o presidente do executivo.

Os argumentos utilizados pela oposição e por Domingos Bragança relativamente ao Plano e Orçamento 2019 serão aprofundados na edição do jornal Mais Guimarães, nas bancas na próxima quarta-feira, 07.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?