Portugal não vai registar quem se recusar a tomar a vacina

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou esta terça-feira que Portugal não vai efetuar neste momento um registo das pessoas que recusem ser vacinadas contra a covid-19.

Em conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia, Graça Freitas admitiu que o início da vacinação é “um movimento muito complexo” a ocorrer em simultâneo nos estados-membros da União Europeia e que vai manter um registo com o nome das pessoas que recusarem receber a vacina.

A diretora-geral da Saúde reiterou que a vacinação “é um ato voluntário e fortemente incentivado”, mas que o facto de existir uma pandemia não alterou até agora o protocolo e que “esta vacina vai seguir os mesmos trâmites das outras” vacinas.

“Se uma pessoa não se apresentar, não é vacinada, mas também não fica registado que não quis”, acrescentou Graça Freitas.

Podem existir exceções. A acontecer esse registo será feito apenas em casos como, por exemplo, a vacinação de menores.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?