PRODUÇÃO VINÍCOLA EM GUIMARÃES COM VALOR MAIS BAIXO DESDE 2009

A produção declarada pelos produtores de vinho do concelho de Guimarães foi a mais baixa desde o
primeiro ano analisado, 2009. Os dados são do INE e dizem respeito ao ano de 2018.

Há nove anos que Guimarães não produzia tão pouco vinho. Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), dizem respeito à produção declarada no ano de 2018.

16 935 hectolitros de vinho foram produzidos no concelho no ano passado, sendo que um hectolitro é o equivalente a 100 litros. Este valor vem confirmar uma tendência de descida registada desde 2016 e é também o valor mais baixo de todos os anos analisados, com início em 2009.

A maior quota da produção fica entregue ao vinho com denominação de origem protegida e que contabilizou um total de 16 432 hectolitros.

Com valores bastante inferiores estão o vinho com indicação geográfica protegida, com 369 hectolitros e o vinho sem certificação, com 135 hectolitros. Sem produção ao longo de todos estes anos tem estado o vinho licoroso com denominação de origem protegida, assim como o vinho com indicação de casta.

Depois de em 2016 ter sido declarada uma produção total de 23 164 hectolitros, o valor desceu em 2017 para os 22 494 e chegou em 2018 ao valor mais baixo de sempre.

Leia o artigo na íntegra na nova edição do Mais Guimarães.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?