PROJETO PIONEIRO PRETENDE REDUZIR OS COPOS DE PLÁSTICO EM GUIMARÃES

O projeto CARE chegou ao centro histórico de Guimarães, para ajudar a reduzir os copos de plástico descartáveis. A ideia é que cada pessoa utilize apenas um copo durante a sua visita ao centro do Berço, em qualquer estabelecimento aderente. Os copos são personalizados com monumentos e frases relacionadas com a cidade-berço e pretende-se que estejam espalhados pelo bares e restaurantes. Cada copo terá o custo de um euro, mas esse valor será reembolsado se for devolvido, em qualquer estabelecimento aderente.

Esta é uma parceria entre a Câmara Municipal de Guimarães e a empresa Vitrus, com o objetivo de tornar o concelho mais sustentável. Ainda numa fase inicial, já foram produzidos 13 mil copos. Esta iniciativa já foi levada a cabo em alguns pontos do país, mas apenas durante festivais ou alguns eventos pontuais. Guimarães pretende tornar este projeto numa rotina dos frequentadores do centro histórico.

“Aquilo que parece ser um gesto banal, como beber um copo, pode ter um grande impacto no ambiente”, começou por explicar João Pedro Castro, impulsionador do projeto CARE. “Este projeto surge no seguimento de um desafio, para acabar com a utilização dos copos descartáveis”, que diz ser esse “o grande problema”. De acordo com João Pedro Castro, cerca de 20 mil copos de plástico são gastos no centro histórico de Guimarães por mês.

Segundo os estudos já efetuados, 65% dos estabelecimentos está “extremamente interessado”, não sendo obrigatório a sua colaboração no projeto. Na fase inicial, os copos serão oferecidos aos estabelecimentos. Para já, ainda não há garantias de que a continuidade dos copos seja oferecida, o que poderá envolver um custo para os comerciantes.

Domingos Bragança, que presidiu à sessão de apresentação do projeto CARE, defendeu a iniciativa pela proximidade que tem com os objetivos da autarquia. “Este projeto insere-se no caminho de sustentabilidade ambiental que Guimarães abraçou. Se cada um mudar, a soma de todas as atitudes pode mudar o mundo”, disse. O presidente da Câmara referiu ainda que a iniciativa “não obriga ninguém a nada”, mas que “serve como exemplo” para todos os cidadãos. Para o edil, esta iniciativa deve-se alargar a todo o território municipal.

Os copos do projeto CARE duram até cem lavagens, porque podem eventualmente descolorar, e podem ser lavados nas máquinas normais.

Na próxima sexta e no próximo sábado, haverá uma campanha a apresentar o projeto aos estabelecimentos e a todos que visitem o centro histórico.

1 Comentário
  1. Elisabete 2 semanas atrás

    o projecto CARE não é pioneiro…só se for em Guimarães! há 15 dias atrás, no rock in rio, o projecto do qual falam em Guimarães, estava a ser utilizado no Parque da Bela vista. O copo grande 1€ de caução, o copo pequeno 50 cêntimos de caução. Do mesmo material , reciclável e com imagens lindíssimas de figuras artísticas…Fico FELIZ por GUIMARÃES, mas entristece-me o facto de pensarem sempre que descobrem a “pólvora”…lamentável essa vaidade exacerbada. Parabéns pelo aproveitamento por parte da Vitrus, desta ideia que alguém, algures teve.

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?