Projetos de vimaranenses complementam o programa das Gualterianas

Estão definidos os cinco projetos que integrarão o programa das Festas da Cidade – Gualterianas, no âmbito da convocatória “Projeta! Cria! Participa!”, lançada pelo Câmara Municipal de Guimarães e pela Oficina. Cinema, exposição de fotografias, mostra de arte e painel comunitário de azulejos integram o programa das Festas da Cidade.

Foram selecionadas as propostas apresentadas por Carolina Silva, Miguel Carvalho, Nuno Machado, Pedro Silva e a Astronauta – Associação Cultural, respeitando o cariz tradicional das festas, mas com perfil inovador, adequando às normas da DGS e OMS.

“Gualterianas nas Bocas do Mundo” é o projeto apresentado por Carolina Silva, que consiste em produzir máscaras alusivas aos quatro momentos altos das Gualterianas. Miguel Carvalho propõe um Drive-in no Campo de São Mamede, enquanto Nuno Machado assume a elaboração de um painel Comunitário de Azulejos na Rua Serpa Pinto, num projeto designado por “Painel Comunitário de Azulejos”.

“Exposição Memórias da celebração: Imagens da Festa!” é o projeto da autoria de Pedro Silva, que consiste na exposição de fotografias marcantes das festas em espaços comerciais do centro da cidade. A Astronauta – Associação Cultural apresentou um projeto (Monsta/Mostra) que passa por uma mostra de Artistas Plásticos Vimaranenses nas montras da Rua de Santo António.

Todas estas propostas serão integradas no programa final das Gualterianas, que este ano vai assumir um cariz simbólico para celebrar as Festas da Cidade, com iluminação ornamental em monumentos icónicos das festas e da cidade, exposições no espaço público e ainda alguma animação. Não haverá espaço de diversões e nem a habitual Marcha Gualteriana, para evitar aglomeração de pessoas.

  Em 2020 não sairá à rua a radicional Marcha Gualteriana. As Festas Gualterianas, realizam-se em Guimarães desde 1906, sempre no primeiro fim de semana de agosto, embora só tenham adoptado este nome a partir de em 1932. Ao longo destes 114 anos a Marcha não saiu por ocasião da Grande Guerra e novamente em 1925 e, nos anos trinta, entre 1934 e 1937.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?