Proteção Civil reúne com diretores das escolas para preparar arranque de ano letivo

Entre os dias 14 e 17 de setembro começa o novo ano letivo, com fortes medidas de prevenção no âmbito do momento da pandemia da Covid-19. A subcomissão Municipal da Proteção Civil reuniu com os diretores dos agrupamentos escolares e das escolas profissionais e secundárias de Guimarães.

Esta terça-feira, 08 de setembro, a Câmara Municipal de Guimarães promoveu uma reunião da Subcomissão de Acompanhamento da Situação Municipal da Covid-19 com os diretores dos agrupamentos escolares e escolas profissionais e secundárias, no sentido de avaliar as principais preocupações e medidas a implementar para a retoma das aulas presenciais em segurança.

Perante o atual cenário, Domingos Bragança destacou a necessidade de “encontrar respostas excecionais para casos excecionais”, depois de ouvir algumas das preocupações manifestadas pelos responsáveis das escolas. “A Câmara Municipal, através dos Serviços da Educação, da Ação Social e Proteção Civil está a fazer o possível para apoiar as escolas neste regresso à nova normalidade, em coordenação com o Ministério da Educação e as Autoridades de Saúde”, com o objetivo de uma resposta condizente para a segurança dos alunos, o acesso aos transportes escolares e também ao nível da resposta dos assistentes operacionais.

O Presidente da Autarquia apelou a uma “comunicação pedagógica e de cidadania” com os alunos, encarregados de educação e a comunidade educativa no sentido de “dar uma boa resposta e sem entrar em alarme social”. Nesse sentido, deixou a garantia de “robustecer o trabalho em rede” alertando para o fator essencial que são os planos de contingência. “Os Planos de Contingência devem ser conhecidos ao pormenor por toda a comunidade escolar, para cada um saber o que pode e deve fazer em casos suspeitos ou de infeção, cabendo sempre a decisão à Autoridade de Saúde Pública”, frisou o edil.

Domingos Bragança defende que “temos de trabalhar em plataforma colaborativa e cada cidadão tem de saber proteger-se e proteger os outros. Estaremos disponíveis para apoiar nos limites das nossas capacidades dentro da competência direta e naquilo que podemos ter influência de forma indireta. A responsabilidade do momento em que vivemos é de todos. As regras têm de ser claras num desafio que é de todos e temos de estar à altura”.

A Vereadora da Educação, Adelina Pinto, enalteceu a importância das escolas no desenvolvimento de uma educação para a cidadania. “Através das escolas podemos completar uma mensagem para chegarmos aos encarregados de educação e adultos na adoção de comportamentos compagináveis com a situação atual, e ajudar a educar toda uma comunidade”, constatou.

Segundo a Vereadora dos Transportes, Sofia Ferreira, a autarquia está a trabalhar com as operadoras no sentido de garantir uma oferta de transportes públicos perante as necessidades identificadas ao nível do transporte escolar.

Esta reunião contou ainda com a participação da Delegada de Saúde, Fátima Dourado e o Diretor do ACES do Alto Ave, Novais de Carvalho. O concelho de Guimarães conta com 14 Agrupamentos de Escolas, duas Escolas Secundárias, quatro Escolas Profissionais e dois Colégios Particulares.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?