PROTOCOLOS DE DESCENTRALIZAÇÃO CULTURAL PARA 2019 TOTALIZAM CERCA DE 80 MIL EUROS

Teatro, Música e Folclore são as três grandes áreas culturais envolvidas nos apoios ao abrigo do protocolo, tendo sido incluídas quatro novas instituições na lista dos beneficiados.

No seguimento da política prosseguida pela Câmara Municipal de Guimarães, no que concerne ao incentivo e ao apoio à formação, criação, produção e divulgação culturais nas diferentes áreas, foram atribuídos subsídios para o ano de 2019 no valor total de €78.650,00, a que correspondem obrigações de colaboração cultural com o Município por parte das entidades contempladas. As instituições dividem-se por 6 categorias: Bandas Musicais e Orquestras, Grupos Folclóricos, Grupos de teatro, Grupos Corais, Grupos de Música e Escolas de Música.

Há quatro novas instituições que integram, este ano, a lista. Na categoria dos Grupos Folclóricos é incluído o Grupo Folclórico de Santa Cristina de Longos, nos Grupos de Teatro é incluída a Associação Jovidem – Jovens de Pevidém, nos Grupos Corais é incluído o Grupo Coral AMTROL VocALFA e nas Escolas de Música é incluída a Escola de Música da Banda Filarmónica de Moreira de Cónegos.

O Protocolo de Descentralização Cultural tem como objetivo o apoio a instituições do Concelho de Guimarães, dando-lhes oportunidade para que possam desenvolver e apresentar o seu trabalho artístico em eventos escolhidos pelo Município, contribuindo assim para o fomento e divulgação das práticas culturais como desenvolvimento do ser humano e como fator de coesão social.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?