Residências Artísticas antecipam a Contextile 2020

Na contagem decrescente para a inauguração da Contextile 2020 – Bienal de Arte Têxtil Contemporânea, que se realiza de 05 de setembro a 25 de outubro, em Guimarães, prosseguem as Residências Artísticas no Convento de Santo António dos Capuchos. Mais uma edição com o objetivo de projetar o que melhor se faz ao nível da Arte Têxtil Contemporânea, em Portugal e no mundo. 

As artistas convidadas para a realização destas residências foram Julia Gryboś e Barbora Zentková (República Checa, em parceria com a plataforma Magic Carpets), Mylene Boisvert e Michèle Lorrain (Canadá, em parceria com a Bienal Internacionale du lin de Portneuf, Québec), Magdalena Kleszyńska (Polónia) e as portuguesas Angelina Nogueira, Patrícia Geraldes e Paulina Almeida. Foram desafiadas para a conceção de projetos e produção de obras artísticas em site specific, dando expressão à estratégia de cooperação e aproximação entre artistas nacionais e internacionais, a indústria têxtil, a comunidade, e a arte têxtil contemporânea.

Exposição Internacional com 59 obras de 50 artistas de 29 países

Esta é uma das muitas propostas que nos oferece a Contextile. Nesta 5.ª edição foram selecionados, para a exposição internacional, a inaugurar também a 05 de setembro, 59 obras de 50 artistas de 29 países, tendo por referência o conceito temático: ‘Lugares de Memória’. 

Para além da exposição internacional, esta Bienal de Arte Têxtil Contemporânea convidou os artistas Magda Soboń e Stephen SchofieldQuebec, com expressão artística relevante na área do têxtil, a exporem em diferentes locais da cidade, tendo a mesma temática por referência.  

Paralelamente, a Bienal promove as Textile Talks, para o enquadramento do têxtil no contexto da arte contemporânea. De forma livre, projetos e obras artísticas apresentam-se e discutem-se no âmbito desta iniciativa.

A 05 de setembro serão também conhecidos os Prémio de Aquisição e as Menções Honrosas desta Bienal de Arte Têxtil Contemporânea, que mais uma vez ocupará os vários espaços culturais e áreas públicas da cidade, entrelaçando a tradição e inovação no têxtil com a cultura e a criatividade, sublinhando a importante marca identitária que tem deixado desde 2012, aquando da Capital Europeia da Cultura, e projetando Guimarães como Território de Cultura Têxtil. 

A Contextile 2020 conta com a parceria institucional do Município de Guimarães e o apoio da DGArtes | Ministério da Cultura, aos quais se juntam, as parcerias com a ATP – Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal, ASM – Associação Selectiva Moda, entre outras empresas têxteis da região, que representam o tecido empresarial têxtil e para a qual a Contextile é a sua razão de ser. 

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?