Restrições não resultam em Guimarães: incidência de Covid-19 continua a aumentar

Guimarães subiu a terceiro concelho com maior incidência de covid-19 no norte do país.

No concelho de Guimarães, as medidas restritivas impostas pelo governo não têm produzido resultados positivos no que à incidência diz respeito, já que, a 9 de novembro, antes da imposição das limitações, Guimarães possuía uma taxa de incidência inferior à agora registada, com 1.985 casos por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias, contra os agora 2.438 novos casos, uma variação de +453 casos por 100 mil habitantes.




Alguns municípios, como Lousada, Vizela e Paços de Ferreira, conseguiram melhorar significativamente os seus resultados neste período, com destaque para Paços de Ferreira, que liderava a tabela na altura, a 09 de novembro, e baixou a incidência em cerca de 40%. Mas outros concelhos há que acompanham Guimarães na tendência de subida da incidência de infeções por Covid-19, como Braga, Fafe ou Vila Nova de Famalicão.

A 23 de novembro, os concelhos da área de intervenção da ARS Norte que apresentavam a maior taxa de incidência por 100 mil habitantes, nos 14 dias anteriores, eram os seguintes: Freixo de Espada à Cinta com 3.699 casos, menos 249 que os registados a 09 de novembro; Lousada com 2.455 (-1.294), e Guimarães com 2.438 (+453).

Vejamos outros concelhos desta região:

Fafe contabilizava a 23 de novembro 2.299 (+425 que a 09 de novembro); Felgueiras 2.245 (+145); Paços de Ferreira 2.238 (-1710); Vizela 2.234 casos (-548); Vila Nova de Famalicão 2.068 (+682); Santo Tirso 1.860 (+77); e Braga 1.554 (+678) novos casos positivos por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias.

A 23 de novembro, segundo o relatório da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), Guimarães ocupava a terceira posição, tendo ultrapassado concelhos como Vizela e Paços de Ferreira na taxa de incidência.

Em termos globais, no concelho de Guimarães entre 17 a 23 de novembro foram contabilizados 1.873 casos positivos, de 10 a 16 de novembro 1.841 e, na semana entre 3 e 9 de novembro, 1.790 casos positivos de Covid-19.

Estes números colocam Guimarães no grupo de concelhos de risco extremamente elevado e, com a renovação do Estado de Emergência às 00h00 de 24 de novembro, viu reforçadas as medidas restritivas impostas pelo Governo.




Nos concelhos como Guimarães, considerados de risco extremamente elevado, o mais grave, com mais de 960 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, mantém-se a proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00, a circulação na via pública aos sábados e domingos e nos feriados dias 1 e 8 de dezembro, entre as 13h00 e as 5h00, a obrigatoriedade de encerramento dos estabelecimentos às 15h00 nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro, o teletrabalho, bem como o uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho, para além das restrições adotadas anteriormente.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?