Ricardo Araújo: “Claramente é possível fazer mais e melhor por Guimarães”

Foi sob os valores de “união e ambição” que Ricardo Araújo apresentou, esta segunda-feira, a sua candidatura à liderança da comissão política concelhia do PSD. A sessão pública teve lugar na sede do partido, no Toural, e reuniu cerca de três dezenas de militantes do partido.

 © Mais Guimarães

O atual vereador eleito pela coligação Juntos por Guimarães (JpG) disse não ter dúvidas que “é claramente possível fazer mais e melhor por Guimarães” e enalteceu a “necessidade de apresentar aos vimaranenses uma alternativa credível e sólida para o presente e futuro do concelho” para que Guimarães esteja “na linha da frente nos patamares mais elevados de qualidade de vida no país e na Europa”.

Considerando que o concelho tem “perdido centralidade na esfera nacional e na esfera regional”, Ricardo Araújo reiterou que “não se podem continuar a adiar a resolução de problemas crónicos para Guimarães”. Como exemplos, enumerou as “acessibilidades, a incapacidade de colocar Guimarães no radar de investimento externo, de atrair novas empresas e apoiar o desenvolvimento das empresas locais, planeamento urbano, bem como as dificuldades no acesso à habitação”, nomeadamente para os jovens e famílias de classe média.

Relativamente à captação de investimento do poder central, o candidato aponta a linha de alta velocidade como uma prioridade. “Temos de defender sem hesitações a melhoria da ligação ferroviária às principais linhas nacionais e a ligação direta à linha de alta velocidade”, referiu, expressando a vontade de “assegurar que a estação de paragem do TGV fique localizada entre Braga e Guimarães”.

Para o social-democrata é tempo “de uma nova estratégia, de novos protagonistas e de uma nova ambição” que passa pela inovação “na indústria, nos diferentes setores da economia e do conhecimento, mas também no setor artístico e cultural”.

É, portanto, com um PSD “forte, unido, coeso e com ambição renovada” que Ricardo Araújo espera conduzir o partido à vitória nas eleições autárquicas em 2025. Até lá, tem intenção de criar uma equipa de trabalho dedicada ao acompanhamento das freguesias através de um gabinete de apoio e coordenação do território “que seja capaz de, em proximidade, apoiar o trabalho e a presença do partido em todo o concelho”. Atualmente com 550 votantes, Ricardo Araújo não esconde que alargar a base eleitoral é um dos objetivos.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?