SECRETÁRIA DE ESTADO PARA A CIDADANIA E IGUALDADE PARTICIPA EM CONFERÊNCIA NA UMINHO

A secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, abre esta sexta-feira, dia 08, na Universidade do Minho, em Guimarães, a Conferência Internacional de Igualdade e Tecnologia. Este evento, subordinado ao tema “Transformação Digital para um Contexto Inclusivo”, decorre no âmbito do projeto europeu “Equal-IST”, que visa reforçar a igualdade de género nas instituições de investigação em Ciências da Informação e Tecnologia.

A sessão de abertura é às 9h15, no Centro de Computação Gráfica, no campus de Azurém, com a presença do pró-reitor da UMinho para a Avaliação Institucional e Projetos Especiais, Guilherme Pereira, do presidente da Escola de Engenharia (EEUM), João Monteiro, da docente da UMinho Isabel Ramos, que coordena a nível nacional o projeto, além da secretária de Estado Rosa Monteiro.

O tema “Igualdade e Tecnologia” nos contextos da educação, investigação, indústria e comunicação vai ser explorado por oradores das universidades do Minho, do Porto e da Beira Interior, do Instituto Politécnico do Porto, do Observatório da Responsabilidade Social e Instituições de Ensino Superior, da Associação Portuguesa de Criatividade e Inovação, da multinacional Bosch, do movimento “HeForShe Portugal”, lançado pela ONU em 2014, da associação “Rails Girls” e da delegação nacional “Women in Engineering” (WiE), do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrónicos.

Presidente da CIG no encerramento

Da UMinho vão intervir as professoras Custódia Rocha (Instituto de Educação), Miriam Rocha (Escola de Direito), Cidália Silva (Escola de Arquitetura), Iris Barbosa (Escola de Economia e Gestão), bem como Rosa Vasconcelos, Celina Leão e Manuela E. Gomes (todas da EEUM). A conferência termina pelas 17h00 com o discurso da presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), Teresa Fragoso, seguindo-se a comemoração do sétimo aniversário da WiE Portugal, nascida na academia minhota.

O projeto “Equal-IST” conta com um financiamento total de cerca de dois milhões de euros da União Europeia. É liderado pela start-up grega ViLabs, direcionada para a pesquisa e o desenvolvimento de TIC, envolvendo, além da UMinho, as Universidades de Veneza e de Módena e Reggio Emília (Itália), de Muenster (Alemanha), de Turku (Finlândia), Tecnológica de Kaunas (Lituânia) e Simon Kuznets Kharkiv (Ucrânia).

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?