SER + FAMÍLIA quer prevenir riscos psicossociais em crianças e jovens

A Associação de Defesa dos Direitos Humanos de Guimarães (ADDHG) lançou o projeto SER + FAMÍLIA, com o objetivo de diagnosticar, prevenir e erradicar situações de risco psicossocial de crianças e jovens, assim como as suas famílias, em todo o concelho de Guimarães. O projeto conta com o financiamento dos Prémios BPI Fundação “la caixa” solidário e com a parceria da Câmara Municipal de Guimarães, da CPCJ de Guimarães, do CAFAP do Centro Juvenil de S. José e da CSIF Oeste.

© Direitos Reservados

A apresentação pública do projeto ocorreu na sede da ADDHG, situada na junta de freguesia de Leitões, no dia 28 de abril e contou com a presença da vice presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Adelina Pinto, da vereadora da Ação Social, Paula Oliveira, de diversas instituições locais, representantes da Fundação espanhola e do Banco BPI.

O projeto SER + FAMÍLIA visa “promover o bem-estar e a qualidade de vida de crianças e jovens, assim como das suas famílias, identificando e intervindo precocemente em situações de risco psicossocial”. A ADDHG destaca que “a prevenção é a chave para evitar o agravamento das situações” e que o projeto pretende atuar de forma holística, envolvendo a comunidade, as famílias, as escolas e outras entidades locais.

Com o lançamento do projeto SER + FAMÍLIA, a ADDHG espera lcontribuir para uma sociedade mais justa e igualitária, em que a proteção dos direitos humanos é uma prioridade”. O projeto marca, assim, acreditam, “um passo importante na promoção da inclusão e do desenvolvimento social, cultural e educacional das crianças e jovens de Guimarães, e pode servir como exemplo para outras regiões do país”.

Mais de 200 pequenos projetos foram apoiados com um financiamento de 1,4 milhões de euros da Fundação La Caixa.

©2023 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?