Siza Vieira revelou apoios à restauração

Ministro da Economia, Siza Vieira, revelou este sábado de manhã que o Governo já apoiou ou conta em apoiar o setor da restauração em 1.103 milhões de euros, para compensar a quebra de faturação no valor de 1.860 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano.

Siza Vieira reconheceu que a restauração está a passar por momentos complicados e diz ser “compreensível o desespero em situações mais extremas, em zonas em que a procura desapareceu”. O Ministro espera também que as medidas possam “ajudar as empresas a aguentar mais algum tempo”.

Conheça as medidas já adotadas ou anunciados que o setor da restauração pode utilizar:

  • Layoff simplificado;
  • Apoio à retoma progressiva;
  • Apoio extraordinário à retoma;
  • Programa adaptar (12 milhões de euros), que apoiou as alterações feitas nos espaços no contexto da prevenção do contágio;
  • Créditos pelo Turismo de Portugal ou sistema bancário;
  • Crédito direto ou garantido, no valor de 580 milhões de euros;

O ministro da economia portuguesa referiu ainda medidas adicionais, disponibilizadas até ao final do mês através do programa Apoiar.pt, que serão 200 milhões de euros a fundo perdido para a restauração, e o apoio adicional a este setor, devido ao encerramento e consequentemente perda de faturação neste fim de semana, 14 e 15 de novembro, e no próximo, 21 e 22 de novembro. Neste último caso serão 25 milhões de euros.

O programa Apoiar.pt será para micro e pequenas empresas com quebras superiores a 25% da faturação e serão apoiadas com uma compensação de 20% dessa mesma faturação, com base no e-fatura, e com uma majoração para as empresas noturna.

Estas medidas adicionais entrará em vigor até ao final do mês de novembro e acumula como os outros apoios.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?