Teatro da Didascália “reivindica” o rock enquanto forma de resistência

O Rock and Roll está vivo e manifesta-se pelas mãos do Teatro da Didascália no “Soundcheck” apresentado ao vivo na Black Box do Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG). “Soundcheck” é um espetáculo que “reivindica o lugar da resistência para o centro do palco, que assume a escuta como forma central de protesto, que existe para lá da pressa da vida veloz, que resiste através da empatia, da solidariedade, da ação coletiva”.

© Direitos Reservados

Com dramaturgia, encenação e interpretação de Bruno Martins, assistência de encenação de Cláudia Berkeley e composição musical e interpretação de Pedro (Peixe) Cardoso e Susie Filipe, esta coprodução d’A Oficina será apresentada ao público em geral no dia 12 de março, às 16h00, bem como nos dias 10 e 11 de março, às 10h30 e 15h30, em sessões para escolas e instituições de Guimarães.

“Não sabemos quem nasceu primeiro, se o Rock and Roll ou a brilhantina. Mas sabemos que ambos contribuíram, cada um à sua maneira, para uma revolução musical no século XX”, lê-se na sinopse do espetáculo. “Se, por um lado, o Rock and Roll fazia abanar o capacete, a brilhantina assegurava que os penteados se mantinham intactos durante toda a dança extravagante de alguns dos músicos dos anos 50”.

Este género musical, que tem nas suas raízes sonoridades como o blues, o country, o gospel ou a soul, é o grande mote para a mais recente criação do Teatro da Didascália, “Soundcheck”, um espetáculo sobre música e política, “não fosse o rock uma forma de resistência”.

A Oficina lançou o desafio, ao Teatro da Didascália, de uma colaboração no lançamento de um programa às mãos da Educação e Mediação Cultural d’A Oficina junto da escola básica Egas Moniz, com o objetivo de desafiar os alunos de uma das turmas da escola a juntar-se ao elenco e a viajar até aos bastidores deste espetáculo. Ao longo de cinco sessões de trabalho, os alunos partilharam gostos e referências musicais com o objetivo de dar a conhecer a sua voz coletiva. O trabalho desenvolvido nesta oficina resultou num tema musical que se vai fazer ouvir numas das récitas do espetáculo em Guimarães.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?