Tiago Gil Oliveira preside à Sociedade Portuguesa de Neurociências

Os objetivos do próximo quadriénio na SPN passam por desenvolver iniciativas para aproximar e comunicar as descobertas que os neurocientistas fazem junto da população em geral.

Tiago Gil Oliveira com barra

Tiago Gil Oliveira, professor da Escola de Medicina da Universidade do Minho e investigador do ICVS – Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde, é o novo presidente da Sociedade Portuguesa de Neurociências (SPN). A sua tomada de posse para o mandato até 2027 ocorreu na recente assembleia-geral desta entidade, que está a celebrar os 30 anos.

© Direitos Reservados

A sua equipa inclui Sara Xapelli, como vice-presidente, Clévio Nóbrega, secretário, João Peça, como tesoureiro, e Teresa Summavielle, eleitora.

Promover o estudo do sistema nervoso pela comunidade científica nacional e internacional e comunicar com a população em geral as implicações dos avanços científicos nesta área são as “grandes missões da SPN”. As neurociências têm tido uma atenção crescente dos cidadãos, que reconhecem o impacto das doenças neuropsiquiátricas, como a depressão ou a doença de Alzheimer.

Os objetivos do próximo quadriénio na SPN passam por desenvolver iniciativas para “aproximar e comunicar as descobertas que os neurocientistas fazem junto da população em geral e continuar o excelente trabalho da direção anterior”, realça Tiago Gil Oliveira. “Tenho formação de base como médico-cientista e espero assim contribuir também para desenvolver iniciativas conjuntas com sociedades científicas de âmbito clínico, inspirando os neurocientistas a encontrar soluções para os mistérios do funcionamento do sistema nervoso e das doenças que o afetam”, acrescenta.

Tiago Gil Oliveira mostra “um grande entusiasmo” em desenvolver iniciativas na SPN com um conjunto de pessoas que partilham os mesmos valores, o gosto por aprender sempre mais e o prazer de comunicar. “Essa partilha em equipa ameniza o sentimento de grande responsabilidade, dado que Portugal tem muita tradição no estudo das neurociências”, refere o docente. “Sinto também gratidão, porque beneficiei de múltiplas oportunidades formativas nas ciências fundamentais, nomeadamente na UMinho, que foram cruciais para saciar-me a curiosidade e desenvolver o espírito sonhador desde que iniciei o curso de Medicina”, remata.

Tiago Gil Oliveira fez o programa conjunto MD/PhD em Medicina pelas universidades do Minho e de Columbia, nos EUA. É professor associado da Escola de Medicina da UMinho, coordenador de investigação no ICVS e neurorradiologista no Hospital de Braga. Venceu o Prémio Pfizer 2022, atribuído por esta farmacêutica e pela Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa, e tem coordenado vários projetos científicos, financiados por entidades como a Brain & Behavior Research Foundation, nos EUA.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES