Tiago Mayan Gonçalves foi surpresa das presidenciais em Guimarães

Em Guimarães, o advogado portuense, apoiado pela Iniciativa Liberal, ocupou a quarta posição entre as preferências dos vimaranenses, ficando à frente de candidatos aparentemente mais fortes e com presenças regulares nas estruturas dos seus partidos, e com orçamentos de campanha mais elevados, como Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, ou João Ferreira, da Coligação CDU (PCP-PEV). Também à frente de Vitorino Silva, que foi último, mas apenas com doze votos de diferença para o comunista e vinte para a bloquista.

Tiago Mayan Gonçalves alcançou, em Guimarães, 4,12%, correspondendo a 3.023 votos, uma percentagem superior à que obteve no distrito, em que foi sexto com 3,25%, ou na contagem nacional, em que ocupou a mesma posição e com 3,22%.

Numa análise à votação no concelho de Guimarães, o candidato alcançou maior percentagem em freguesias claramente mais urbanas, como o caso da freguesia da Costa, com 10,18%, Urgezes com 6,48, ou Creixomil com 6,43%. 

Por oposição, os piores resultados do candidato liberal foram alcançados em freguesias mais distantes do núcleo do concelho, como Arosa e Castelões, com 1,73% (apenas 5 votos em 295) ou 2,19% em Gondar, a única freguesia em que João Ferreira, candidato da CDU, conseguiu o terceiro lugar da votação, com 8,03%. Recorde-se que, até 2017, esta freguesia teve como presidente de junta um comunista. 

Tiago Mayan Gonçalves é membro fundador da Iniciativa Liberal e procurou trazer para o debate das presidenciais “uma forma diferente de pensar e fazer política em Portugal.” Justificou a sua candidatura para que “um grande espaço político tivesse em quem votar. Um espaço que congregasse liberais e aqueles que não se reviam num Presidente que abdicou de o ser ou em populistas de esquerda e de direita.”

Tiago Mayan Gonçalves apresentou-se como um candidato contra a “dependência do Estado, contra o marasmo, as teias de interesses e clientelismo, as portas giratórias, o controlo pelo governo do aparelho de Estado, da economia e dos media.”

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?