UM FELIZ ANO DE 2019!

Por Domingos Bragança,

Presidente da Câmara Municipal de Guimarães

Caras e Caros Vimaranenses,

Terminou 2018 e estamos nas primeiras horas de 2019. É tempo de reflexão, de estruturação de pensamento. O que foi bom e menos bom, e até mau, no ano que termina! O que desejamos que seja 2019. Procuramos perceber que caminho queremos percorrer e o que fazer para que os nossos objetivos possam ser atingidos no Ano Novo. Um tempo em que a determinação se renova, preparando-nos para um futuro melhor.

Em Guimarães, o Novo Ano promete ser um ano de novas e importantes concretizações. Nos três pilares de desenvolvimento para o nosso concelho – Sustentabilidade Ambiental, Coesão Territorial e Afirmação de Guimarães no Mundo –, o ano de 2019 será desafiante! A Estrutura de Missão Guimarães 2030 dará continuidade ao projeto iniciado em 2014, agora com um horizonte alargado, que culminará com mais uma candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia. Um trabalho multidisciplinar que beneficiará de uma visão transversal que norteará as importantes decisões para o território: o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável, em fase de discussão; o Estudo Público de Transporte de Passageiros, em fase de conclusão para submissão a discussão pública; o projeto para o Monte Cavalinho, uma nova forma de olhar o desenvolvimento urbano; o projeto de reflorestação e dos trilhos da biodiversidade da Montanha da Penha; a continuação da Ecovia, pelo caminho real até Pevidém. Estes são alguns dos exemplos do que queremos para o nosso concelho em matéria de desenvolvimento sustentável.
A coesão territorial materializar-se-á através de importantes intervenções já planeadas: a nova Escola EB 2,3 da Taipas, em fase de conclusão, que será uma escola de grande dimensão e de referência a nível concelhio e nacional; o concurso da obra do novo Centro Escolar de Moreira de Cónegos; a conclusão dos projetos e concursos das obras do Parque Industrial de Selho S. Lourenço/Pencelo e reabilitação viária desde Fermentões até Atães; o desnivelamento do Nó de Silvares que permitirá descongestionar o acesso e a saída da autoestrada; os projetos das centralidades de todas as Vilas e Freguesias de requalificação do espaço urbano e/ou novos equipamentos, todos em fase de estudo ou de projeto; o projeto da via de acesso ao AvePark, variante a Ponte, Santo Tirso de Prazins, Santa Eufémia, Barco e Taipas, que estará aprovado por todas as entidades competentes para a aquisição dos terrenos; o início da obra do futuro Instituto Cidade de Guimarães, no AvePark, de enorme importância para a ciência, em particular a biomedicina.

Na cidade, continuaremos a reabilitar o edificado, apresentando novas soluções: o Parque de Camões servirá um importante núcleo histórico – residencial e comercial –, facilitando um melhor, e pedonal, acesso intramuros; as obras do Teatro Jordão e da Garagem Avenida tornarão real o sonho de novas dinâmicas culturais, com novos cursos artísticos da Universidade do Minho e novas instalações do Conservatório de Guimarães; o projeto para o Campus de Justiça, junto ao Parque da Cidade, deverá começar a ganhar forma; a Casa de Costeado, na Cruz de Pedra, será reconvertida em Escola-Hotel do IPCA, e o Convento de Rosa Lima, nas Dominicas, depois de recuperado, poderá servir de apoio a essa importante valência; a antiga fábrica “Freitas & Fernandes” será reabilitada, servindo o desejo de instalar o Instituto das Nações Unidades, em Couros, importante núcleo de arqueologia industrial em processo de candidatura a Património Cultural da Humanidade.
Com os olhos postos no horizonte, trabalharemos com os municípios do Quadrilátero para uma ligação moderna e sustentável que promova a circulação de pessoas e bens entre concelhos que figuram na lista dos mais exportadores do país.

Esta visão para o nosso território coloca, no seu ponto central, as pessoas. Trabalhamos com e para os Vimaranenses, para que a nossa qualidade de vida seja cada vez maior, para que possamos robustecer ainda mais a nossa forte identidade e sentido de pertença, na construção coletiva de um território sustentável e saudável, criando riqueza e bem-estar para, com tranquilidade, vivermos com sabedoria e em harmonia com a Natureza.

Assim espero. Assim desejo.

Um Feliz Ano de 2019! Para todos os Vimaranenses.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?