UMinho: Preço dos transportes entre Campi aumenta ao fim de dez anos

A direção da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho), em comunicado no seu site, informa os utilizadores dos transportes entre Campi que o preço das senhas aumentou.

© Direitos Reservados

“Ao longo dos últimos dez anos, a direção da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho) procurou salvaguardar a manutenção do preço da senha dos transportes entre Campi, suportando contínuos aumentos dos custos inerentes às referidas viagens”, refere a associação minhota.

Porém, fatores como “o aumento repentino dos preços dos combustíveis e do setor energético e o aumento contínuo, ao longo destes dez anos, dos custos fixos das empresas de transportes disponíveis para prestar o serviço de transportes, nomeadamente com encargos salariais e licenciamentos, tornaram impossível que a empresa prestadora do serviço mantivesse o preço que tinha contratualizado”, explicam em nota.

A direção dá conta de que, no decorrer do ano transato e no atual ano civil, foram feitas várias atualizações ao preço por viagem que a empresa em questão praticava para com a associação académica, totalizando, de momento, uma subida na ordem dos 60% do preço cobrado por viagem à AAUMinho.

Estes aumentos vieram “aprofundar as dificuldades financeiras inerentes ao serviço, que condicionam em muito a atividade corrente da estrutura e põe em causa a sua sustentabilidade e capacidade de manutenção deste serviço essencial para a comunidade”.

Nesse sentido, a direção da AAUMinho viu-se obrigada a proceder a uma atualização do preço das senhas de viagem em cerca de 10%, para “garantir a capacidade de manutenção do serviço oferecido, essencial para a regulação do mercado privado”.

As viagens em pacote de cinco senhas terão, assim, um aumento de dez cêntimos, ficando a 1,20€ por senha e a 6€ no total. As senhas individuais terão um aumento de 20 cêntimos, ficando a 1,60€ por senha.

A direção da AAUMinho lamenta a necessidade de atualização dos preços praticados e pede “compreensão à comunidade estudantil por uma situação que não era desejada por ninguém”, comprometendo-se com a procura de outros mecanismos financeiros e fontes de receita.  

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?