MODELO DA UNIVERSIDADE DO MINHO PREVÊ NÚMERO DE PESSOAS QUE VÃO ÀS URGÊNCIAS

Adriana Vieira, da Universidade do Minho, criou um modelo matemático capaz de prever o número diário de pacientes que recorre às urgências.

Esta solução permite uma melhor gestão dos recursos humanos e materiais no serviço de urgência, proporcionando um serviço mais rápido, cuidados de saúde mais eficientes e maior satisfação dos pacientes. O projeto valeu a Adriana Vieira o “Prémio Iniciação à Investigação”, que será atribuído pela Sociedade Portuguesa de Estatística esta segunda-feira, dia 28, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

No âmbito desta investigação, já foi desenvolvido um software que está em fase de testes no Hospital de Braga para implementação futura. Concluiu-se que o número de pacientes admitidos nas urgências tem vindo a aumentar ao longo do tempo. As entradas nas urgências variam consoante o dia da semana, o mês do ano e o facto de um determinado dia ser feriado ou não. “O número de admissões tem o seu pico à segunda-feira, decrescendo durante a semana. Regista-se menos afluência em dias de feriado. Nos serviços de urgência geral e obstétrica, as admissões são mais frequentes nos meses quentes, ao contrário do que acontece com a pediatria”, afirma a jovem de 22 anos, natural de Vieira do Minho (Braga).

A análise dos dados fornece dados relevantes para o bom funcionamento de estruturas hospitalares, como a quantidade de profissionais de saúde ou de camas necessárias em determinado dia da semana ou época do ano. Este modelo matemático é pioneiro a nível nacional, destacando-se pela capacidade de prever em tempo real e de forma dinâmica a informação pretendida.

Fotos: DR

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?