Vacina da gripe nas farmácias não chega para as encomendas

A segunda fase da vacina da gripe está em vigor desde ontem, 19 de outubro, para pessoas com 65 anos ou mais e para doentes crónicos. O Mais Guimarães contactou várias farmácias pertencentes ao concelho sobre o número de vacinas que receberam, e este é muito menor do que o esperado.

Num ano de pandemia que estamos a viver, a correria às farmácias por causa da vacina da gripe começou mais cedo que o habitual. O Mais Guimarães contactou quatro farmácias no concelho, de forma a perceber quantas vacinas receberam, quantas reservas tinham sido efetuadas pelos clientes e se notavam alterações nas idades das pessoas que solicitavam as vacinas, comparativamente com os anos anteriores.

Todas as farmácias tinham previsto receber mais do que aquilo que efetivamente receberam. À farmácia Monteiro, nas Taipas, estavam previstas chegar 200, no entanto apenas receberam 35 vacinas para cerca de 70 reservas que tinham já registadas. Segundo um dos responsáveis daquele estabelecimento “houve uma altura em que deixámos de fazer reservas porque sabíamos que o número que íamos receber ia ser muito menor que o esperado”.

Já a Farmácia Azurém apenas recebeu 50 vacinas, e também tinha cerca de meia centena de pedidos da vacina da gripe. Relativamente à Farmácia Barbosa, no Toural, tinham encomendado 600 vacinas, mas apenas chegaram 200.

À Farmácia Castilho, em Pevidém, chegaram cerca de 120 vacinas, não tendo sido divulgado o número de pedidos.

Todas as farmácias contactadas pelo Mais Guimarães concordaram que este ano existe uma maior procura pela vacina, nomeadamente por pessoas com menos de 65 anos de idade.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?