Visita “conturbada” da comitiva da CDU à Câmara Municipal

Mariana Silva e Torcato Ribeiro estiveram, na tarde desta quarta-feira, dia 22, em ação de campanha na Câmara Municipal. A candidata à Câmara e o candidato à Assembleia Municipal pela CDU queixaram-se das dificuldades em acederem a um espaço em que “por lei, é permitido fazer campanha eleitoral”.

Foto: Eliseu Sampaio/Mais Guimarães

Ao Mais Guimarães, no final da visita, Mariana Silva revelou que “correu muito bem, os trabalhadores receberam-nos muito bem e hoje vivemos um ato de democracia e cidadania que foi vir informar os trabalhadores do município de que existem outras candidaturas, de que existe a candidatura da CDU.”

CDU queixa-se à Comissão Nacional de Eleições

Esta ação de campanha junto dos trabalhadores do município estava prevista, inicialmente, para as 10h00 desta quarta-feira, dia 22, tendo a candidatura da CDU, segundo Mariana Silva, informado o município na passada segunda-feira acerca desta iniciativa. No final da tarde desta terça, dia 21, chegou a resposta, negando-lhes esta possibilidade.

Perante este cenário, a candidatura da CDU recorreu na manhã desta quarta-feira para a CNE (Comissão Nacional de Eleições) “protestando” relativamente ao comportamento do município. O parecer na CNE, segundo Mariana Silva, foi favorável à intenção da CDU, obrigando o município a permitir a entrada da comitiva, e tendo a CNE enviado essa nota ao presidente da Câmara Municipal. Pelas 14h00, Mariana Silva e Torcato Ribeiro dirigiram-se à Câmara Municipal e foram barrados à entrada. Uma situação que demorou cerca de meia hora a ser resolvida.

Neste impasse foi notória a insatisfação dos candidatos da CDU que afirmaram estarmos perante uma demonstração de “abuso de poder”, porque “está na lei que é permitido fazer campanha eleitoral dentro do município”, disse Mariana Silva. “Acham-se donos disto tudo”, acrescentou Torcato Ribeiro.

Domingos Bragança diz desconhecer parecer da CNE

Ao Mais Guimarães, Domingos Bragança, que passou na altura pelo largo em frente à Câmara Municipal, em ação de campanha com a comitiva socialista, referiu não ter ainda conhecimento sobre o parecer da CNE e que, quando foi informado que a CDU estava na Câmara para esta ação de campanha, ordenou que fosse permitida a entrada ao membros, sendo acompanhados por um diretor de serviço.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?