Vítor Rodrigues: “Sozinho não conseguiria fazer isto”

O ultramaratonista Vítor Rodrigues foi recebido em festa por dezenas de pessoas, nesta noite de terça-feira, dia 16, junto ao estádio D. Afonso Henriques. O atleta, conquistou no passado sábado a Extremo Sul Ultramatona e estabeleceu um novo recorde na competição.

© VSC

O atleta do Vitória Sport Clube cumpriu o percurso em 27 horas, batendo o anterior recorde, que era de 27h45m, arrecadando a medalha de ouro da competição de 226 quilómetros que se disputa na Praia do Cassino, em Rio Grande, no sul daquele estado brasileiro. Na segunda posição ficou outro português, Miguel Machado, natural de Riba d` Ave, Vila Nova de Famalicão, que terminou a prova em 34 horas.

Rodeado de familiares, amigos e adeptos do Vitória S.C., Vítor Rodrigues manifestou estar “super feliz” com a conquista, agradecendo aos presentes, que considerou terem “um papel importante” nas suas vitórias. “O que se está a passar aqui é o que faz com que consiga alcançar estes resultados. Sozinho não conseguiria fazer isto”, disse.

Quanto à prova, Vítor Rodrigues referiu ser “muito exigente”, sobretudo da “parte mental, psicológica do atleta”, havendo “muitos momentos de solidão absoluta”.

“Por momentos pensei que ia ser sugado pela imensidão do cenário. Olhamos para o horizonte e não de vê nada para além da linha do horizonte. Só o mar e muito vento”, acrescentou Vítor Rodrigues, que considerou ser fácil de “perder o foco, ou o discernimento. Estamos tão absorvidos com aquilo que começamos a sentir medo, inquietação”. O segredo foi, para o atleta, ter tido um controlo maior a nível mental.

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães já felicitou publicamente o atleta pelo feito alcançado no final da semana.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?