VITÓRIA DESISTE DE QUEIXA CONTRA ADEPTOS

O Vitória desistiu, em abril, da queixa que apresentou no mês de janeiro, em Tribunal, contra cinco adeptos que invadiram a Academia Vimaranense, tendo insultado e empurrado alguns jogadores, adianta esta quarta-feira o JN.

Esta posição do clube vimaranense levou que o Ministério Público a optar pelo arquivamento do processo, consultado pelo JN.

No dia 17 de janeiro, pelas 10h30, cerca de três dezenas de adeptos, não identificados, entraram na Academia do Vitória, junto ao parque de estacionamento das viaturas, e forçaram a entrada no treino da equipa vitoriana.

A sessão de treino matinal acabou por ser cancelada e os jogadores regressaram aos balneários da Academia.

O presidente do clube, Júlio Mendes, condenou a atitude dos adeptos, que considerou uma “minoria” e apresentou queixa às autoridades. O Vitória apresentou queixa na sequência da invasão, entregou fotos e vídeos às autoridades, e os jogadores Tallo e Hurtado confirmaram os factos à PSP, que investigou o caso. No entanto, os próprios atletas garantiram também que não desejavam o procedimento criminal contra nenhum dos cinco suspeitos.

O vice-presidente do Vitória, Hugo Freitas, explicou ao JN a desistência, justificando que os jogadores “não queriam apresentar queixa ou testemunhar para não ampliar um incidente que, sendo grave, não teve agressões ou ameaças sérias”, tendo o clube reforçado a segurança na Academia.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?