WHITE ANGELS INAUGURAM SEDE COM TRABALHO SOLIDÁRIO NO HORIZONTE

O grupo de apoio vitoriano abriu oficialmente a nova sede ao público nesta tarde. O presidente do clube, Júlio Mendes, enalteceu a evolução demonstrada pela claque quanto às “responsabilidades”, enquanto o presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, frisou o desejo do grupo em acrescentar um trabalho de “base social” às atividades que já desempenha.

A claque afeta ao Vitória inaugurou esta tarde a nova sede social, na Rua Arqueólogo Mário Cardoso, com o objetivo de, além de usufruir de mais condições para as suas atividades, levar a cabo ações de solidariedade social em prol da comunidade vimaranense, numa cerimónia que contou com as presenças do presidente vitoriano, Júlio Mendes, e restante direção, do treinador da equipa de futebol, Pedro Martins, dos futebolistas Douglas, Josué, Moreno e Rafael Miranda, do presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, e do vereador do Desporto, Amadeu Portilha, além de outros elementos ligados ao clube e à cidade.

O responsável máximo do emblema da cidade-berço elogiou a capacidade do grupo de apoio com 17 anos de vida em estar “à altura” das “responsabilidades” que os “tempos” atuais do futebol exigem e lembrou que a nova sede traz “mais visibilidade” e permite a todos saberem onde moram, onde ficam, quem são” os White Angels.

Júlio Mendes disse ainda que o trabalho da claque só poderá melhorar, se o clube melhorar: “vocês serão melhores se fizerem um trabalho melhor, mas também serão melhores, se nós, Vitória, conseguirmos ser melhores. Temos vindo a fazer um trabalho que não é, de modo nenhum, movido por agendas pessoais. É do interesse do coletivo, é do interesse de um grande clube, para mim, o maior clube português, e é do interesse de Guimarães”.

Já o presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, sublinhou que a claque constitui-se como “um movimento solidário” que a Câmara apoiará, quer a nível logístico, quer a nível financeiro, e que a “identidade de pertença” ao clube e à cidade pode ser muito útil para “recolher ofertas” para “distribuir por quem precisa”.

“A claque do Vitória torna-se uma referência a nível nacional e a nível internacional neste fervor ao clube, mas também quer acrescentar esta base social em que está atenta a cada um de nós. A quem possa precisar de ajuda, eles estão dispostos a ajudar”, resumiu.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?