“Movimento Toalha Branca” simulou o enterro do comércio de Vizela

O “Movimento Toalha Branca” marchou pela ruas de Vizela, esta quinta-feira, dia 12. Partindo da marginal Ribeirinha, os manifestantes, por empresários ligados à restauração e cafés, marcharam pelas ruas da cidade, inconformados com as medidas que o Governo anunciou neste estado de emergência.

Foto: DR

Os manifestantes marcharam com um caixão, uma metáfora para o enterro do pequeno comércio de cafés e restauração.

“Essa posição deixou-nos a todos com preocupações acrescidas, pois já basta tudo por quanto a nossa atividade tem passado desde o inicio da pandemia, com o medo dos clientes, o desemprego e a falta de confiança no futuro, gerando quebras enormíssimas no nosso setor em termos de faturação, nós vivemos e alimentamos a nossa família com o que vamos ganhando com os nossos negócios, e parece que nos querem deixar a nós e aos nossos a morrerem à fome”, Afirmou Bruno Miranda, à Rádio Vizela.

Durante a noite já eram visíveis as reivindicações do “Movimento Toalha Branca”. Foto: DR

Os manifestantes vazem questão de salientar que esta é uma manifestação contra as medidas anunciadas pelo Governo e não contra o poder local.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?