A MURALHA PREOCUPADA COM DEGRADAÇÃO DO CONVENTO DAS DOMINICAS

A Muralha, Associação de Guimarães para defesa do Património, está preocupada com o estado de degradação do Convento de Santa Rosa de Lima, conhecido pelo Convento das Dominicas.

SONY DSC

Em nota de imprensa, a associação refere que o edifício conventual é propriedade da Câmara Municipal de Guimarães e solicita que a autarquia “olhe para aquele património edificado com toda a atenção, desde logo pela reconstrução da cerca do convento que se encontra particularmente degradada, e se estabeleça um plano de recuperação global que garanta o futuro e o respeito pela história comum que ele representa”.

A direção da Muralha admite que recuperação estrutural e patrimonial do Convento, juntamente com a “desejada” abertura a público da Torre da Alfândega, “enriquecerá de forma muito substancial o património edifica-
do de Guimarães e fará jus aos pergaminhos da comunidade em termos da preservação do nosso património comum” pode ler-se na mesma fonte.

A associação lembra que o Convento de Santa Rosa de Lima é um exemplar “importante e único da nossa rica arquitetura conventual que não pode nem deve ficar esquecido”, e acrescenta que o fato de o edifício ser propriedade da Câmara Municipal de Guimarães “obvia um conjunto de constrangimentos  – como aqueles com que se deparou a Torre da Alfândega – e dá à comunidade uma responsabilidade acrescida na sua conservação”.

dominicas-03

dominicas-04

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?