AMPLIAÇÃO DE 40% PREVISTA PARA O PARQUE INDUSTRIAL DE PONTE

Um estudo prévio da Câmara Municipal prevê a ampliação da superfície do parque em 40 mil metros quadrados, além dos 100 mil que já tem. O Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego, realizado segunda-feira em Ponte, apresentou também as novas vias rodoviárias associadas à requalificação daquele complexo.

O Parque Industrial de Ponte vai ser alvo de uma ampliação de 40 mil metros quadrados e sofrer mais um conjunto de melhorias, indica um estudo prévio anunciado pelo Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, durante a sétima reunião do Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego, realizada na segunda-feira, em Ponte.

Além de anunciar o crescimento de 40% face à atual dimensão de 100 mil metros quadrados do parque que alberga cerca de 50 empresas, a sessão serviu para se falar do processo de revitalização dos parques industriais do concelho e do impacto das empresas na economia, a par da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, durante mais de três horas.

A dinamização do Parque Industrial de Ponte contempla ainda a constituição de uma associação de empresários, a adoção de um novo modelo de gestão, a refuncionalização do local, com a criação de áreas de descanso e uma estrutura de apoio funcional para camionistas, bem como novos locais para estacionamento.

Está ainda pensada a construção de um auditório para conferências e ações de formação, a colocação de pontos de carregamento de energia eléctrica, bem como a criação de uma imagem corporativa para a zona industrial e o reforço da sua sinalização.

 

Regeneração dos parques industriais vista como essencial

O presidente do Câmara Municipal, acompanhado na sessão pelo reitor da Universidade do Minho, António Cunha, pelo vereador da área económica, Ricardo Costa e pelo presidente da Junta de Freguesia de Ponte, Sérgio Rocha, reiterou que a requalificação surge para dar “capacidade de resposta” e proporcionar “conforto” para quem lá “trabalha” e “se desloca”.

“É altura de pôr tudo em ordem e procedermos a uma qualificação para que tenhamos capacidade de resposta. A Câmara Municipal é uma parceira dos empresários e tem por objetivo regenerar todos os nossos parques industriais para serem exemplos de bom funcionamento ao nível da mobilidade, segurança, locais de estacionamento”, referiu Domingos Bragança.

O Diretor do Departamento de Urbanismo do município, Filipe Fontes, apresentou ainda a Unidade Operativa de Planeamento e Gestão da Ampliação do Parque Industrial, com as novas valências rodoviárias que lhe estão associadas – nó da futura rotunda de acesso ao AvePark e via periférica que irá melhorar a ligação à variante Fermentões-Silvares e, também, ao nó da autoestrada, que terá um desnivelamento, em Silvares.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?