ANDRÉ ANDRÉ: “É SEMPRE UM ORGULHO ENVERGAR A BRAÇADEIRA” DE CAPITÃO DO VITÓRIA

Ivo Vieira mostrou-se satisfeito com o regresso. Na zona mista, André André falou da experiência fora das quatro linhas, naquele que foi um dos períodos mais conturbados da carreira do médio

Médio voltou à titularidade © Mais Guimarães

O calvário de André André chegou ao fim. Ao fim de dez meses, o médio voltou a ser titular no meio campo do Vitória e foi novamente ‘dono’ da braçadeira de capitão. No final do jogo, o camisola 11 do Vitória diz ter gostado das sensações e que “é sempre um orgulho envergar” a braçadeira.

Na zona mista, André André falou da experiência fora das quatro linhas, naquele que foi um dos períodos mais conturbados da carreira do médio de 30 anos: “Foi muito difícil”. Na fase de recuperação da lesão viu várias vezes “a luz ao fundo do túnel” até que, depois de perceber “que nada funcionava” se submeteu a cirurgia.

O médio projetou ainda a Fase Final da Taça da Liga. “Queremos estar na final e vamos fazer de tudo para ganhar ao FC Porto”, vincou. Na opinião do capitão vitoriano, a equipa tem apresentado “grande intensidade” e “joga bom futebol”. “Temos poucos pontos para o que fazemos. É caprichar para que o caudal ofensivo termine em vitórias e pontos”, concluiu.

Na conferência de imprensa de rescaldo à partida, Ivo Vieira mostrou-se satisfeito com o regresso de um “jogador de qualidade”, que “oferece outra maturidade à equipa”. “Todo o mundo sabe a história do André André [no clube]”, frisou.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?