CONGRESSO MUNDIAL ENCHE HOTÉIS E RESTAURANTES

Chegou ao fim a 25ª edição do Congresso Mundial Empreendedorismo e Inovação, que decorreu nos dias 28, 29 e 30 de setembro, em Guimarães. Os intervenientes acreditam que o evento foi um sucesso.

O congresso anual da rede mundial dos EU-BIC (European Union Business and Innovation Centres) contou com a participação de mais de 500 especialistas em Empreendedorismo e Inovação de todo o mundo e também com a presença de responsáveis de várias estruturas da União Europeia.

A organização do evento esteve a cargo do Centro Europeu de Empresas e Inovação (BICMINHO) e da EBN – European BIC Network em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães.

André Vieira de Castro, presidente do Conselho da Administração da BICMINHO, foi o espelho do sucesso da organização.

“Tudo se conjugou para um momento de quase perfeição face ao que nos propusemos. Quer na forma quer na substância alcançamos o que pretendíamos”, enalteceu. Para André Castro, as condições apresentadas pela cidade de Guimarães não podiam ser melhores. “Tivemos uma logística à prova de bala, congressistas bem instalados, condições hoteleiras do agrado de todos, um centro de convenções, nomeadamente, o Centro Cultural Vila Flor, com o seu Palácio e jardins adjacentes, que se revelou como uma combinação quase inigualável para um congresso desta dimensão. Até para os 500 a 600 congressistas duvido que existam soluções muito melhores no mundo, do que as que Guimarães tem para oferecer”.

Ricardo Costa, vereador responsável pela Divisão de Desenvolvimento Económico da Câmara de Guimarães, também mostrou contentamento com a organização e orgulhoso pela escolha da

EBN e do BICMINHO. “Guimarães sabe receber, sabe acolher, tem criadas todas as condições para um evento deste contexto”.

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral agradeceu a Guimarães por “promover eventos como este, promover a atividade económica e inovadora para a cidade e para o país”.

André Castro realça que Guimarães ganhou com comércio, contou com 300 dormidas e cerca de 1.500 refeições. Ficaram promessas de visitas futuras para maior desfrute da cidade.

Segundo dados da organização, Guimarães teve cerca de 300 estrangeiros hospedados, entre duas a quatro noites, 1500 refeições, com restaurantes cheios um pouco por todo lado, com uma hospitalidade que, dito por os congressistas, os “encantou”.

“Estamos seguros de que muitos regressarão com as famílias noutros momentos. O concelho de Guimarães ganhou diretamente, pelo impacto económico do congresso, e ganhou quiçá muito mais na promoção dos valores identitários e históricos que são um verdadeiro baluarte na promoção do turismo nacional”, afirmou o presidente da BICMINHO.

A organização adiantou que as empresas ligadas à hotelaria e restauração tiveram grandes benefícios, ligados ao consumo dos congressistas. Não só através do comércio dos “souvenirs”, mas, mais do que isso, foram estabelecidos vários contatos que poderão dar frutos no futuro.

“Tem condições quase únicas para congressos desta dimensão, até maiores um pouco, e conseguirá, com o portefólio que agora juntou, apresentar-se como fortíssimo candidato para outras organizações. Guimarães ficou com um ‘cartaz’ de primeira”. A próxima edição do Congresso Mundial Empreendedorismo e Inovação está marcada para 2017, em Paris.

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?