Curso de Engenharia Aeroespacial: Alunos da U.Minho já estão de olhos postos no céu

Decorreu esta sexta-feira, dia 07, no Grande Auditório da Universidade do Minho, polo de Guimarães, a aula inaugural do Curso de Engenharia Aeroespacial. A Licenciatura em Engenharia Aeroespacial entrou direta para o top 10 nacional, tendo sido o oitavo curso com a melhor nota do último colocado, e ocupando automaticamente o primeiro lugar na academia minhota.

© Direitos Reservados

A aula inaugural foi da responsabilidade de Manuel Heitor, ex-Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, perante um Auditório repleto de alunos e convidados.

Com o foco nos grandes desafios que se colocam hoje ao planeta, Manuel Heitor destacou a importância de uma licenciatura e mestrado em Engenharia Aeroespacial, porquanto permitirá “formar os futuros cientistas e investigadores que vão resolver um conjunto de problemas até agora sem resposta”. Também foram apresentados desafios, como o controle do lixo espacial, a recolha de dados dos milhares de satélites em órbita, a resposta às alterações climáticas, entre outras.

Rui Vieira de Castro, reitor da Universidade do Minho, congratulou-se com a materialização de um projeto “acarinhado por várias pessoas” e “um sonho tornado realidade”. O reitor disse ter sido esta uma aposta ganha, a avaliar pelo número de alunos que preencheram a totalidade das vagas disponibilizadas. Rui Vieira de Castro manifestou a determinação da Universidade do Minho em reforçar a componente de investigação e as relações com novos parceiros.

© Direitos Reservados

Já antes, Ricardo Conde, Presidente da Agência Espacial Portuguesa, tinha tido a oportunidade de evidenciar as ameaças e as oportunidades, e de apresentar as recentes iniciativas da agência, nomeadamente o programa “Astronauta por um dia” e  o EuRoc – European Rocketry Challenge, que se vai realizar de 11 a 18 de outubro, em Ponte de Sor, e que se trata da primeira competição europeia de lançamento de foguetões universitários.

Domingos Bragança, presidente da câmara municipal, também interviu na sessão, utilizando a analogia da conquista da independência de Portugal, com origem em Guimarães, e da epopeia dos Descobrimentos, para dizer que, hoje, “a nova conquista é o Espaço”.

O edil dirigiu-se aos alunos, dizendo-lhes que têm agora um percurso entusiasmante, multidisciplinar, que permitirá alavancar carreiras na área do empreendedorismo no domínio aeroespacial. “Lembrem-se que à ciência deverão acrescentar a ética e a filosofia”, disse.

© Direitos Reservados

O presidente da câmara voltou a sublinhar o empenho da autarquia no sucesso do curso de Engenharia Aeroespacial, para o qual disponibilizará a Fábrica do Arquinho, na Caldeiroa, para as suas futuras instalações. “Queremos que seja um edifício icónico em Guimarães. Já temos o programa funcional concluído e o projeto de arquitetura encontra-se em execução. Esperamos que em 2023 possa ser feita a abertura de concurso para o início da obra”, referiu.

O diretor do Curso de Engenharia Aeroespacial é o professor Gustavo Dias.

©2023 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?