CURSO DE ENGENHARIA ESPACIAL PODE CHEGAR À UMINHO “DENTRO DE CINCO ANOS”

“Embrião” do curso foi apresentado esta segunda-feira. O memorando foi assinado entre a Escola de Engenharia da UMinho e o ITA.

O presidente da Escola de Engenharia da Universidade do Minho (Uminho), Pedro Arezes, anunciou, esta segunda-feira, que pode lançar o seu primeiro curso na área da Engenharia Espacial “dentro de cinco anos”, cita a Lusa. Os primeiros passos foram dados com “a assinatura de um memorando de entendimento com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), do Brasil”. “Está na cabeça de todos podermos um dia mais tarde ter uma oferta educativa que verse sobra a questão da engenharia aeroespacial”, referiu o presidente daquela escola. O curso, contudo, não avançará de imediato, uma vez que o planeamento de “um curso de base de engenharia aeroespacial demorará um período longo”.

Ainda assim, acrescenta a Lusa, a academia vai lançar “um conjunto de cursos de curta duração” no domínio da engenharia aeronáutica e aeroespacial, com duração entre 30 a 60 horas. Estes cursos, que poderão arrancar no início de 2020, resultam de uma parceria com o Centro de Excelência para a Inovação da Indústria Automóvel (CEIA) e serão executados “provavelmente ainda no Porto”.

O memorando entre a Escola de Engenharia da UMinho e o ITA prevê uma renovação a cada cinco anos, promovendo o “intercâmbio de estudantes de graduação e pós-graduação, supervisão conjunta de teses de mestrado e doutoramento e intercâmbio de funcionários, docentes e investigadores”.

Os detalhes e especificações do memorando assinado esta segunda-feira serão definidos posteriormente.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?