DEPUTADOS SOCIALISTAS PEDEM MIRÓ’S NA PLATAFORMA DAS ARTES

A inclusão da Plataforma das Artes e da Criatividade, em Guimarães, num roteiro da arte contemporânea, pela exposição, naquele espaço, temporária ou permanente, de parte da coleção Joan Miró, foi defendida pelos deputados socialistas Luís Soares e Sónia Fertuzinhos perante o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.

Num almoço promovido no sábado, 01, em Guimarães, pela Federação de Braga do Partido Socialista, os deputados do PS eleitos por este círculo classificaram como “histórica” a decisão do Governo Socialista que levou, na véspera, em Serralves-Porto, à inauguração de uma exposição de parte significativa da obra do artista catalão.

Fertuzinhos e Soares (que esta terça-feira, 04, fazem um balanço do primeiro ano de governo) defenderam junto de Luís Filipe Castro Mendes, que a Plataforma das Artes e da Criatividade, teria sido também um espaço perfeito para acolher aquela exposição. “Cumpria com os objetivos que o Governo definiu e é um edifício que está absolutamente preparado, sem necessidade de qualquer remodelação, para acolher aquela obra ou outra de igual valor”, disse Luís Soares.

Por isso, não reivindicando que todas obras da coleção se fixem em Guimarães, “apesar de a Plataforma das Artes e da Criatividade e a cidade reunirem todas as condições para se constituir como polo de atratividade do norte e albergar a exposição”, propuseram, tendo em conta a decisão do Governo de a fixar no Porto, que ali seja exposta, de forma “temporária ou permanente, parte da ‘Coleção Joan Miró’”.

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?