Quando Guimarães estiver a menos de três horas de Lisboa, Braga estará a menos de duas

A CCDR-NORTE, em parceria com o Ministério das Infraestruturas e da Habitação, organiza amanhã, pelas 14h30, no auditório do Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto, a sessão regional de apresentação e debate do Plano Ferroviário Nacional (PFN). De acordo com o documento de apresentação do PFN, disponibilizado pelo Governo, em 2030, a viagem Braga-Lisboa deverá demorar menos de duas horas, pela mesma altura, Guimarães ficará a menos de três horas da capital.

Imagem: PFN

A sessão, que contará com a participação do Presidente da CCDR-NORTE, António M. Cunha, e do Coordenador do Grupo de Trabalho do Plano Ferroviário Nacional, Frederico Francisco, tem como foco a apresentação do PFN, instrumento que irá definir a rede de conetividade ferroviária de interesse nacional e internacional em Portugal. Dessa forma, o plano pretende conferir estabilidade ao desenvolvimento da rede ferroviária português para um horizonte de médio e longo prazo.

Estas sessões regionais visam identificar as necessidades de cada região do continente e recolher contributos para o documento são os principais objetivos destas sessões, que serão divididas em duas partes: reuniões internas com as CCDR e entidades intermunicipais pela manhã e uma sessão pública, transmitida online, e aberta à participação de todos pela tarde.

Ligação de Guimarães à alta velocidade não aparece no PFN

Das imagens que integram o documento de apresentação do PFN não consta a ligação ferroviária de Guimarães à estação de alta velocidade que, a avaliar pelas imagens apresentadas, deverá passar a oeste de Braga.

De acordo com o documento de apresentação do PFN, em 2030, a viagem Braga-Lisboa deverá ficar abaixo das duas horas. Pela mesma altura, o Plano prevê que a viagem de Guimarães à capital fique abaixo das três horas.

Imagem: PFN

A adoção de um Plano Ferroviário Nacional está prevista no programa do XXII Governo Constitucional, que também estabelece como objetivos levar a ferrovia a todas as capitais de distrito, reduzir o tempo de viagem entre Lisboa e Porto e promover melhores ligações da rede ferroviária às infraestruturas portuárias e aeroportuárias.

Além desses, o PFN tem como meta assegurar uma cobertura adequada do território e a ligação dos centros urbanos mais relevantes, bem como as ligações transfronteiriças ibéricas e a integração na rede transeuropeia. Deverá ainda garantir a integração do modo ferroviário nas principais cadeias logísticas nacionais e internacionais.

Guimarães está, neste momento, a mais de quatro horas de comboio de Lisboa, com uma única composição direta, às 16h41, em comboio Intercidades. Desde março de 2020, o serviço Alfa Pendular foi suspenso, segundo a CP, pela redução do número de utilizadores em face da pandemia. O serviço ainda não foi reposto e ainda não há datas anunciadas para a retoma do serviço.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?